Jornal do Commercio
VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Feminicídio e políticas públicas são temas de encontro no Grande Recife

As deputadas estaduais eleitas Gleide Ângelo, Juntas e Tereza Leitão participaram do evento em favor da mulher e contra a violência

Publicado em 22/11/2018, às 17h39

Jornalistas da Série Uma Por Uma, do Sistema Jornal do Commercio, participaram do evento, trazendo dados alarmantes sobre a violência contra a mulher / Foto: Rafael Negrão/Centro das Mulheres do Cabo
Jornalistas da Série Uma Por Uma, do Sistema Jornal do Commercio, participaram do evento, trazendo dados alarmantes sobre a violência contra a mulher
Foto: Rafael Negrão/Centro das Mulheres do Cabo
JC Online

Propostas de enfrentamento ao feminicídio e outros crimes contra a mulher tiveram uma atenção especial nesta quinta-feira (22), durante o encontro “Feminicídio - uma Questão de Política Pública”, promovido pelo Centro das Mulheres do Cabo de Santo Agostinho(CMC), na Região Metropolitana do Recife.

O debate contou com presença das deputadas estaduais eleitas Gleide Ângelo, Juntas e Tereza Leitão, que têm propostas a favor desta classe. O tema também foi discutido por jornalistas da Série Uma Por Uma, do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, que fizeram a abertura do evento, trazendo dados alarmantes sobre as estatísticas de violência contra o público feminino.

Os dados mostram que neste ano, de janeiro a setembro, 182 mulheres foram assassinadas em Pernambuco. Destes crimes, 56 já foram configurados como Feminicídio. O Brasil é considerado o 5º país no mundo onde as mulheres são mais violentadas.  



O evento marca o início dos “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a mulher”, promovido pelo Comitê de Monitoramento da Violência e do Feminicídio no Território Estratégico de Suape (COMFEM), que corresponde as cidades do Cabo, Ipojuca, Jaboatão, Moreno, Escada, Ribeirão, Rio Formoso e Tamandaré. O Comitê do Feminicídio de Jaboatão dos Guararapes foi empossado durante a ação, para integrar a campanha.

#UmaPorUma

O especial multimídia #UmaPorUma conta todas as mulheres assassinadas em Pernambuco ao longo de 2018. Lançado no último 29 de junho, no endereço umaporuma.com.br e abrigado no Portal NE10, o projeto traz o perfil das mulheres assassinadas no Estado.

Além dos números de homicídios e feminicídios, o site traz várias reportagens que abordam diferentes aspectos da matança de mulheres em Pernambuco. Ao se debruçar sobre os casos de feminicídio, o projeto identifica que quase 90% dos autores dos crimes eram maridos, namorados ou ex-companheiros das vítimas. E 76,5% dos assassinatos aconteceram dentro de casa.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM