Jornal do Commercio
PREMIAÇÃO

Cais do Sertão recebe Prêmio Nacional do Turismo 2018

O Centro Cultural foi o único representante pernambucano, e competiu com outras 241 iniciativas de todo o Brasil

Publicado em 06/12/2018, às 16h39

O Módulo 2 do Cais do Sertão foi o escolhido pelo prêmio / Foto: Divulgação/Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer
O Módulo 2 do Cais do Sertão foi o escolhido pelo prêmio
Foto: Divulgação/Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer
JC Online

O Centro Cultural Cais do Sertão foi vencedor do Prêmio Nacional do Turismo 2018. A premiação, que aconteceu na quarta-feira (5), no Rio de Janeiro, deu o título na categoria “Valorização do Patrimônio pelo Turismo” ao único representante pernambucano.

O vencedor é uma das principais obras do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) em Pernambuco, considerado destaque nacional pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“O Cais do Sertão é uma obra de arquitetura grandiosa que mistura o moderno com elementos forte da cultura sertaneja. O espaço é um convite para conhecer um pouco da história dos nordestinos”, comenta a secretária executiva do Prodetur Manuela Marinho.

A premiação contou com a inscrição de um total de 241 iniciativas de todo o Brasil nas seguintes áreas: monitoramento e avaliação do turismo; qualificação e formalização no turismo; valorização do patrimônio pelo turismo; turismo de base local e produção associada ao turismo; turismo social; inovação tecnológica no turismo; e marketing e apoio à comercialização do turismo.

 

O Cais

Inaugurado em abril de 2014, o Módulo 1 do Cais do Sertão engloba atrações da vida e obra do cantor e compositor Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, com exposições interativas sobre o tema. Mas foi com o Módulo 2 que o Centro conquistou o prêmio.

No projeto do arquiteto Marcelo Ferraz, o mesmo que trabalhou com Lina Bo Bardi na construção do Museu de Arte de São Paulo, a nova etapa do Cais do Sertão consiste numa gigantesca estrutura de quatro pisos suspensa sobre um vão, à semelhança do Masp, de quase quatro mil metros quadrados, como prolongamento da primeira.

Entre o prédio e o mar do Porto do Recife, uma enorme parede de cobogós projeta, através da luz, sombras que formam desenhos no piso, reproduzindo o chão rachado pela seca.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM