Jornal do Commercio
REGRAS

SDS define regras e horários para policiamento no Carnaval 2019

Diretores de blocos e organizadores de eventos devem requerer policiamento até 31 de janeiro

Publicado em 08/01/2019, às 12h12

Coletiva para apresentar regras do Carnaval 2019 ocorreu na manhã desta terça-feira / Foto: Divulgação PM/PE
Coletiva para apresentar regras do Carnaval 2019 ocorreu na manhã desta terça-feira
Foto: Divulgação PM/PE
da editoria de Cidades

Diretores de blocos de Carnaval e organizadores de prévias e festas no reinado de Momo terão até 31 de janeiro para solicitar segurança pública para seus eventos. Portaria da Secretaria de Defesa Social que informa detalhes de como proceder foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (08). A novidade é que o pedido será feito exclusivamente por e-mail (gtcarnaval@sds.pe.gov.br). Todos os documentos e informações serão repassados pela web, garantindo mais agilidade ao processo.

“Para que possamos planejar a operação carnavalesca precisamos que as solicitações sejam enviadas até dia 31. No São João do ano passado inovamos recebendo os pedidos por e-mail. Isso facilitou muito e aumentou a quantidade de requerimentos. Vamos repetir agora no Carnaval”, explicou o secretário executivo de Defesa Social, Humberto Freire. Entre o pedido enviado à SDS e a data de realização do evento é preciso ter um intervalo de pelo menos 15 dias.

Conforme a portaria, o Pré-Carnaval será considerado de 5 de janeiro a 28 de fevereiro. Embora o Sábado de Zé Pereira marque oficialmente o início do reinado de Momo (este ano cai dia 2 de março), para a SDS a festa começa na véspera, dia 1º e segue até a Quarta-feira de Cinzas, 6 de março. O pós-Carnaval será de 7 a 17 de março.

Os eventos do pré-Carnaval terão segurança pública das 10h às 22h. No Carnaval serão dois turnos, das 10h às 18h e das 18h às 2h. As festas de Pós-Carnaval vão das 10h às 22h. (Veja apresentação da SDS)



Ao enviar o e-mail, o responsável pela festividade deve especificar, na solicitação, o percurso do desfile ou local do evento; o horário do início e término; quantidade de palcos, trios elétricos e carros de apoio, assim como estimativa de público.

Em caso de venda de ingressos, deve-se comunicar o número de ingressos disponibilizados para comercialização. Também é preciso informar a qualificação do realizador, enviando cópia de documentos pessoais, endereço e contatos dos responsáveis pela agremiação, pelo bloco ou evento.

MONITORAMENTO

Outra novidade é que nos dias de folia, além do funcionamento do Centro Integrado de Comando e Controle, que fica no bairro de São José, área central do Recife, outros dois centros serão ativados: um em Caruaru, para observar a festa em cidades da Zona da Mata e Agreste, e outro em Serra Talhada, para monitorar o Sertão pernambucano.

 


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM