Jornal do Commercio
VIOLÊNCIA

Facção torturou e matou adolescente em Ipojuca por suposto furto

Além da jovem de 14 anos que veio a óbito, outras quatro adolescentes foram torturadas sob a mesma acusação

Publicado em 22/01/2019, às 12h14

Apesar das torturas, nenhuma violência sexual foi detectada nas jovens / Foto: Divulgação
Apesar das torturas, nenhuma violência sexual foi detectada nas jovens
Foto: Divulgação
JC Online

Cinco adolescentes foram sequestradas e torturadas por um grupo de traficantes na região de Nossa Senhora do Ó, no município de Ipojuca. As jovens foram agredidas sob a acusação de terem furtado um dos membros da organização criminosa. Uma delas, Estefane Tarsila da Silva, de 14 anos, morreu diante da gravidade dos ferimentos. 

O caso ocorreu em junho de 2018 e os detalhes foram divulgados nesta terça-feira (22) pela Polícia Civil de Pernambuco. De acordo com delegado Roberto Ferreira, da Divisão de Homicídios Sul, elas foram levadas para uma região de mangue onde foram amarradas e passaram por uma situação descrita pelo delegado como de "extrema violência". Nenhuma violência sexual foi detectada.

As agressões as quais foram submetidas foram uma tentativa de fazer com que admitissem o furto e revelassem onde estavam os objetos supostamente levados, mas as garotas não confessaram nada. Os criminosos chegaram a fazer uma busca na casa da mãe de uma das jovens, mas não tiveram êxito. Segundo o delegado, isso teria deixado-os frustrados e levando-os a matar a jovem de 14 anos, tida como líder do grupo. Estefane chegou a ser socorrida com vida, mas veio a óbito a caminho do hospital.



Algumas das adolescentes admitem que praticavam pequenos delitos, como furtos em comércio e na casa de pessoas idosas, mas as investigações da Polícia Civil não conseguiram confirmar se de fato elas foram responsáveis por furtar um dos agressores.

Suspeitos

Dois dos suspeitos de envolvimento no crime, que tiveram prisão preventiva decretada, já era acusados de participação em outros homicídios. Tobias, apontado como o líder, possui participação em cinco casos consumados e duas tentativas de homicídio. O outro suspeito, identificado como Gabriel ou Biel, participou de quatro homicídios consumados na região de Ipojuca no ano passado. Outros dois suspeitos foram presos em outras operações.

Pela tortura das jovens, eles são acusados de homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e impossibilidade de defesa da vitima, sequestro, associação criminosa, tortura e, pelo fato de teres aliciados menores de idade a participar do crime, responderão também por corrupção de menores.

Os foragidos ainda estão sendo buscados pela Polícia Civil.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM