Jornal do Commercio
SUSTO

Surfista é mordido por tubarão em Fernando de Noronha, mas passa bem

De acordo com o pesquisador Leo Veras, o homem havia finalizado uma onda quando se chocou com a cabeça do animal

Publicado em 14/02/2019, às 20h47

Carlos Vinicius de Oliveira foi levado para o Hospital São Lucas / Foto: Divulgação / SES
Carlos Vinicius de Oliveira foi levado para o Hospital São Lucas
Foto: Divulgação / SES
JC Online

Um surfista foi mordido por um tubarão da espécie limão por volta das 17h30 desta quinta-feira (14) na praia Cacimba do Padre, no arquipélago Fernando de Noronha. De acordo com o pesquisador Leo Veras, do Instituto Tubarões de Fernando de Noronha, Carlos Vinícius de Oliveira, de 31 anos, trombou com a cabeça do tubarão ao finalizar uma onda.

Segundo Veras, o animal estava se alimentando de sardinhas na parte rasa do mar, quando se chocou com o surfista. Por reação, o tubarão abriu a boca e acertou o rosto de Vinícius com o dente.



Com bastante sangramento, o homem foi levado pela esposa ao Hospital São Lucas. 

Choque comum

O pesquisador explicou que nessa época do ano é comum os tubarões estarem na parte rasa devido ao acasalamento e que choques entre surfistas e tubarões são recorrentes.

Nota da Administração de Noronha

"A Administração de Fernando de Noronha lamenta o episódio ocorrido na Cacimba do Padre, na tarde desta quinta-feira, quando o morador de 31 anos sofreu um incidente com um tubarão limão. Logo após o ocorrido, por volta das 18 horas, o rapaz foi levado para o Hospital São Lucas (HSL), onde recebeu os primeiros atendimentos. Os médicos avaliaram que a vítima teve ferimentos superficiais na face, pescoço e orelha. É importante destacar que a superintendência de saúde da Ilha está em prontidão para prestar qualquer atendimento durante o processo de recuperação do rapaz. Sobre o Hang Loose Pro Contest, importante competição mundial de surf, que será realizada na próxima semana, a administração convocou reunião com os organizadores do evento, Corpo de Bombeiros, além de outras instituições, para deliberação de medidas de segurança para garantir a realização do evento."


Palavras-chave


Comentários

Por super sincero,15/02/2019

Se já se sabe que é um período de acasalamento e que os tubarões vão para as áreas rasas para se alimentar por que nesse período a prática do surf não é proibida? Até porque entendesse que Fernando de Noronha é área de preservação, então a prioridade é a fauna e a flora que ali tem. Não existe ser de conhecimento público que é uma área de comum choque entre surfistas e tubarões e se manter omisso a fato, o nome área de preservação tem que ser levado a sério ou Fernando de Noronha vai virar um lixão (e falta pouco).



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM