Jornal do Commercio
RISCO

Prefeitura de São Lourenço pede que casas sejam evacuadas para obra em Tapacurá

Substituição de adutora pela Compesa pode ocasionar vazamentos e atingir casas na região

Publicado em 15/03/2019, às 16h26

Instalação de tubulação nova pode causar riscos para moradores / Foto: Rodrigo Lôbo/Acervo JC Imagem
Instalação de tubulação nova pode causar riscos para moradores
Foto: Rodrigo Lôbo/Acervo JC Imagem
JC Online

Atualizada às 21h23

A Prefeitura de São Lourenço da Mata emitiu uma nota nesta sexta-feira (15) alertando moradores das proximidades da Adutora de Tapacurá, no trecho que vai da Rua da Estrada da Compesa e a Rua das Papoulas, para que evacuem suas casas. O argumento é que, com obras programadas para a troca de tubulação, há risco de vazamento e a água poderá atingir os imóveis.

Ainda segundo a prefeitura, “não há motivo para pânico”. Os moradores da área de risco serão notificados individualmente em até 90 dias da publicação da nota. Durante o período de desocupação, uma equipe deve ficar de prontidão para “maiores esclarecimentos e auxílio dentro das possibilidades existentes”.

Ainda de acordo com a nota, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) se comprometeu a fazer uma nova adutora. A tubulação existente será desativada, pois está abaixo de “casas com ocupação irregular”. Procurada, a Compesa não se pronunciou sobre o assunto até a publicação desta matéria.

Leia a nota na íntegra

A Prefeitura de São Lourenço da Mata, em função de decisão judicial proferida nos autos do processo de reintegração de posse nº 0002871-28.2013.8.17.1350, em trâmite perante a 2ª Vara Civil de São Lourenço da Mata, alerta aos moradores que se encontram com seus imóveis construídos na faixa de domínio da adutora de Tapacurá (trecho entre a Rua da Estrada da Compesa e a Rua das Papoulas) que os mesmos estão em local de potencial risco.

Considerando que existe a possibilidade de vazamento da tubulação e atingimento de seus imóveis, colocando assim em risco estes moradores, os imóveis deverão ser desocupados. Adiantamos que não há motivos para pânico, mas sugerimos que os moradores estejam sob alerta.

A Prefeitura de São Lourenço da Mata, em até 90 dias, notificará individualmente os moradores dos imóveis em situação de risco do trecho mencionado acima, acerca da necessidade da desocupação.

Neste período de desocupação, a Prefeitura de São Lourenço da Mata deixará sua equipe de prontidão para maiores esclarecimentos e auxílio dentro das possibilidades existentes.

Em audiência judicial, realizada em 27/02/2019, a COMPESA se comprometeu em implantar uma nova adutora no trecho dos 5,0 km que apresentam potencial risco a população e desativar a tubulação que se encontra sob as casas com ocupação irregular, no trecho entre a Rua da estrada da Compesa e a Rua das Papoulas. A obra terá um custo de 42 milhões e um prazo de execução de 12 meses, após a finalização do processo licitatório.



Com a conclusão das obras pela COMPESA, os ocupantes dos imóveis poderão regressar para suas casas.

Sem mais, a Prefeitura de São Lourenço da Mata se coloca à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Atenciosamente,

Prefeitura de São Lourenço da Mata

Secretaria de Comunicação Social

Compesa

Em nota, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) reafirmou o que a Prefeitura de São Lourenço disse sobre a implantação de uma nova adutora e esclareceu alguns pontos. Leia a íntegra: 

Em resposta a notícia sobre o risco de rompimento de adutora em São Lourenço da Mata, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) esclarece que:

1) A pro?pria empresa foi a autora do processo judicial nº. 0002871-28.2013.8.17.1350, em tra?mite perante a 2ª Vara Cível de Sa?o Lourenc?o da Mata, para evitar prejuízos às pessoas;

2) O processo foi ajuizado no ano de 2013, em função da construção irregular de imóveis sobre a adutora de Tapacurá e sua faixa de domínio, ao longo de 5,0 km, no trecho compreendido entre a Rua da Estrada da Compesa e a Rua das Papoulas;

3) Na audiência judicial, realizada em 27/02/2019, a COMPESA por iniciativa própria, se comprometeu em implantar uma nova adutora neste trecho que apresenta risco potencial de vazamento;

4) O processo de contratação das obras encontra-se em trâmite licitatório, sendo custeadas com recursos próprios no valor de R$ 42 milhões. Após a finalização do processo licitatório, o prazo de execução dos serviços é de 12 meses;

A Compesa ainda informa que na audiência em questão, ficou determinado ao município de São Lourenço da Mata a divulgação, nos meios de comunicação, da necessidade de desocupação dos imóveis em situação de risco. Também ficou definido que, em até 90 dias, a Prefeitura notifique individualmente os moradores destes imóveis, informando a necessidade da desocupação, com pagamento de auxílio moradia, de acordo com laudo social a ser realizado pelo município.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM