Jornal do Commercio
Investigações

Suspeito diz ter pego mala de noiva por engano

O homem contou que estava sob o efeito de medicações e, com isso, pegou a mala da pernambucana por engano

Publicado em 22/05/2019, às 10h14

Os noivos desembarcaram no Recife no dia 11 de maio e casaram no último sábado (18) / Foto: Reprodução/TV Jornal
Os noivos desembarcaram no Recife no dia 11 de maio e casaram no último sábado (18)
Foto: Reprodução/TV Jornal
Com informações da TV Jornal

"Quando me dei conta, até falei para o meu primo 'essa mala não é minha'. Então automaticamente liguei para a companhia aérea para tentar devolver a mala. Isso com três dias que retornei a minha casa. Minha ligação não passava do atendimento eletrônico". As afirmações são do estudante de 26 anos que foi visto com a mala do casal Tatiana Viard e José Augusto Rangel. Os dois tiveram a mala extraviada no trecho entre o Rio de Janeiro e o Recife. O objeto foi recuperado nessa terça-feira (21), após grande repercussão do caso e da noiva ter subido ao altar, no último sábado (18), com um vestido emprestado.

O casal esteve nessa terça no Aeroporto Internacional dos Guararapes, no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, para recuperar a mala. Na bagagem, estava o vestido de noiva que Tatiana usaria no casamento, além de convites e senhas, conteúdo orçado em R$ 42 mil. Os objetos que estavam na mala foram totalmente recuperados. "Eu não consegui expressar reação nenhuma. Fiquei parada no meio de uma loja sem acreditar. Todo um processo, ainda estou digerindo esse retorno da minha mala", contou Tatiana. O casal prestou esclarecimentos à polícia.

O estudante de 26 anos, que preferiu não se identificar, foi visto em imagens do circuito interno de segurança do Aeroporto pegando a bagagem. Ele mora no Rio há três anos e veio visitar a mãe, que mora no bairro de Paratibe, na cidade de Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Em um quarto próximo à casa da mãe do suspeito, a bagagem foi encontrada. À TV Jornal, o homem contou que estava sob o efeito de medicações e, com isso, pegou a mala da pernambucana por engano.



Entenda o caso

Os noivos desembarcaram no Recife no dia 11 de maio após dois anos de relacionamento para selar a união na presença de amigos e familiares. Tatiana Viard, que é pernambucana, trazia do Rio de Janeiro, onde morava com José Augusto Rangel, o vestido que usaria no grande dia, além de convites, senhas e outros itens que seriam usados no casamento. No entanto, ao chegar na capital os noivos perceberam que mala havia sumido.

A polícia analisou as imagens das câmeras de segurança no momento do embarque no Rio de Janeiro e no desembarque, aqui no Recife. Pelos vídeos, a polícia notou que o homem pegou a mala que o pertencia e a mala de Tatiana.


Palavras-chave

Recomendados para você




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM