Jornal do Commercio
Notícia
ALARME FALSO

Homem diz estar com bomba e atrasa voo no Aeroporto do Recife

Idoso foi detido pela Polícia Federal e poderá responder criminalmente pelo alarme falso

Publicado em 14/08/2019, às 19h59

O homem de 64 anos foi impedido de embarcar no voo / Foto: Guga Matos/Acervo JC Imagem
O homem de 64 anos foi impedido de embarcar no voo
Foto: Guga Matos/Acervo JC Imagem
Thalis Araújo
Atualizada às 20h33

Na tarde desta quarta-feira (14), um senhor de 64 anos, natural de Juazeiro do Norte/CE, antes de embarcar em um voo da Azul, no Aeroporto do Recife, com destino a Natal, no Rio Grande do Norte, causou momentos de tensão. Tudo porque o idoso afirmou que estava portando materiais explosivos e líquidos inflamáveis e ainda disse a comissária de bordo que se tratava de uma bomba.

Assim que soube do ocorrido, o comandante da aeronave da empresa Azul Linhas Aéreas acionou a Polícia Federal e a Infraero para que realizassem os procedimentos de segurança cabíveis. Por medida de segurança, foi feito o desembarque de toda tripulação e, em seguida, uma vistoria foi realizada na bagagem do suspeito, com acesso também aos bancos de dados criminais e outros processos técnicos de segurança.

O que diz a Polícia Federal

Em nota, a Polícia Federal afirma que, após ter sido realizado o procedimento de segurança exigido, foi confirmado que se tratava de um alarme falso. ''Se tratava apenas de uma péssima e importuna brincadeira'', afirma a PF.



O voo estava previsto para sair às 13h, mas, por conta do ocorrido, teve sua saída liberada para Natal (RN) por volta das 17h. Além de não ter seu embarque autorizado, o homem poderá responder criminalmente pelo alarme falso.

Pronunciamento da Azul

A reportagem do JC entrou em contato com a assessoria de imprensa da Azul Linhas Aéreas para saber se outros voos foram afetados com o atraso, mas ela disse que "A Azul não irá comentar o caso para não atrapalhar as investigações policiais".




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM