Jornal do Commercio
violência

Policial de PE é preso depois de atirar e deixar feridos em festa

O motivo teria sido uma 'cantada' que a namorada do policial militar recebeu. Caso aconteceu na Grande João Pessoa, na Paraíba

Publicado em 19/01/2020, às 21h04

O militar foi transferido para o Centro de Reeducação da PM de Pernambuco, em Abreu e Lima / Foto ilustrativa: Pixabay
O militar foi transferido para o Centro de Reeducação da PM de Pernambuco, em Abreu e Lima
Foto ilustrativa: Pixabay
JC Online

Um policial militar de Pernambuco foi preso, durante o festival de música Fest Verão, na Praia de Intermares, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, Paraíba, depois de atirar em pessoas e deixar feridos.

De acordo com informações da Polícia Civil, o motivo teria sido uma 'cantada' que a namorada do militar recebeu. O agente teria ficado irritado, sacado a arma e efetuado disparos.

Na versão da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), o agente teria ferido três seguranças da festa. Em nota, a assessoria da Fest Verão mencionou que o "um frequentador foi atingido com um tiro no pé" e está em um hospital particular de João Pessoa, com um estado de saúde estável.

O grupo ainda explicou que o acusado entrou armado no evento por ele ser um agente de segurança pública. "A legislação permite o porte de arma, mesmo em um lugar com aglomeração de pessoas", diz.

A base da PM no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa confirmou que uma das vítimas deu entrada na unidade após ter sido encaminhada em uma ambulância. Seu nome e idade não foram divulgados.



Acusado passa por audiência de custódia

O homem foi detido e encaminhado ao 1° Batalhão da Polícia Militar de João Pessoa. Segundo a TV Tambaú, afiliada do SBT na Paraíba, o policial passou por uma audiência de custódia no Fórum Criminal de João Pessoa este domingo. Na ocasião, o juiz José Guedes Cavalcanti Neto converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva. O militar foi transferido para o Centro de Reeducação da PM de Pernambuco, em Abreu e Lima.

A PMPE disse que, além da decisão do Judiciário, também adotará "procedimentos internos previstos, dentro de um processo que resguarde o amplo direito à defesa e ao contraditório". "Somente no final, após completa apuração dos fatos, medidas a respeito de sua conduta serão anunciadas", falou.

Veja, na íntegra, a nota da PMPE

"A Polícia Militar de Pernambuco esclarece que acompanhou em audiência de custódia o policial lotado no14º BPM, unidade miliatr do sertão pernambucano, preso por ter se envolvido em uma briga no Fest Verão, de Cabedelo/PB. Segundo relatos de testemunhas, ele teria se envolvido em uma briga no evento, sacado sua arma e efetuado vários disparos, que acabaram atingindo três seguranças. Por decisão da Justiça do Estado vizinho, sua prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva e que posteriormente, será recambiado ao Presidio da PMPE, CREED. Além da decisão do Judiciário, a PMPE também adotará todos os procedimentos internos previstos, dentro de um processo que resguarde o amplo direito à defesa e ao contraditório. Somente no final, após completa apuração dos fatos, medidas a respeito de sua conduta serão anunciadas."

Veja, na íntegra, a nota da Fest Verão

"De acordo com a assessoria de imprensa do Fest Verão, ainda está sendo identificada em qual área o incidente aconteceu, se foi dentro do festival ou nas imediações. Já foi confirmado que a pessoa que efetuou o disparo é um Policial Militar de Pernambuco.
A assessoria afirma que um frequentador foi atingido com um tiro no pé, durante a confusão. A vítima está em um hospital particular da Capital e o estado de saúde é estável, devendo receber alta nas próximas horas.
A entrada do policial armado, se deve ao fato de ele ser um agente de segurança pública, a legislação permite o porte de arma, mesmo em um lugar com aglomeração de pessoas."




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM