Jornal do Commercio
Protesto

Em protesto, manifestantes bloqueiam via no Pina

Trânsito está complicado na Avenida Engenheiro Domingos Ferreira

Publicado em 07/08/2018, às 08h54

Trânsito está complicado na Avenida Engenheiro Domingos Ferreira / Foto: Cortesia
Trânsito está complicado na Avenida Engenheiro Domingos Ferreira
Foto: Cortesia
JC Online

*Atualizada às 09h52

Após protesto realizado na Rua Ernesto de Paula, em Boa Viagem, nessa segunda-feira (6), manifestantes voltam a bloquear o trânsito na Zona Sul na manhã desta terça-feira (7), dessa vez na na Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, no bairro do Pina, próximo ao Clinical Center. A via foi liberada, aproximadamente, às 09h50

Segundo informações, o protesto é mais um ato do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) reivindicando diálogo com a Prefeitura políticas públicas de moradia de famílias que habitam algumas comunidade da Zona Sul. Confira nota emitida pelo movimento:



"O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) realizou na manhã de hoje (07/08) mais um travamento na cidade do Recife. A ação faz parte da Jornada de Luta por Moradia, que teve início ontem na Comunidade do Pocotó. O travamento de hoje, na Avenida Domingos Ferreira, denúncia o descaso do poder público com as famílias que habitam nas palafitas do Pina e na Ocupação Sítio dos Pescadores, também localizada no Bode. É urgente a apresentação de uma saída habitacional para as 80 famílias que estão na Ocupação Sítio dos Pescadores. O Bode, bairro onde a Ocupação se encontra, é uma área ZEIS ( Zona Especial de Interesse Social) e deveria servir a políticas públicas de moradia e regularização fundiária, mas vem sendo negligênciando diante do descaso da Prefeitura e do Estado com a Moradia."

Trânsito

A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) enviou uma equipe de agentes orientadores para diminuir impactos no trânsito.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Paulo Fernando,07/08/2018

O que mais me impressiona é o descaso que ocorre com essas invasões. Acontece todos os dias no nariz do prefeito e não se toma nenhuma atitude para inibir. O tempo vai passando e o povo invadindo, aí se forma uma comunidade. Daí, os problemas aparecem. Não seria mais prudente e menos oneroso para os cofres do governo(que significa, nosso dinheiro), agir preventivamente, obstruindo qualquer tentativa de invasão?



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM