Jornal do Commercio
Potesto

Por moradia, manifestantes bloqueiam trânsito na BR 101

A rodovia está bloqueada nos dois sentidos pelos manifestantes. Saída da integração do Barro também está interditada

Publicado em 08/08/2018, às 07h20

Manifestantes bloqueiam trânsito na BR 101 / Foto: Rud Rafael / MTST
Manifestantes bloqueiam trânsito na BR 101
Foto: Rud Rafael / MTST
JC Online

*Atualizada às 08h50

Dando continuidade à Jornada de Luta pela Moradia, manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) atearam fogo em entulhos e bloqueiam, na manhã desta quarta-feira (8), o trânsito nos dois sentidos da BR-101, na altura do Terminal Integrado do Barro, Zona Oeste do Recife. A rodovia foi liberada, aproximadamente, às 08h45.

Segundo informações, os protestantes reivindicam a desapropriação do terreno da Ocupação Carolina de Jesus, que fica ao lado do Terminal, para que assim seja dado prosseguimento ao Programa Minha Casa Minha Vida. Confira nota emitida pelo MTST:



"O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST BRASIL) realizou na manhã de hoje (08/08/2018) mais um dia de sua jornada de lutas em defesa da moradia no Recife. Desde segunda-feira (06/08), o MTST vem realizando diversas manifestações na cidade, buscando atenção e resposta para as reivindicações apresentadas pelo movimento. Nesta quarta, dois sentidos da BR 101, nas proximidades da estação do Barro, foram travados, tendo como pauta principal a desapropriação imediata do terreno ocupado pelas famílias da Ocupação Carolina de Jesus, existente desde fevereiro de 2017. A responsabilidade da desapropriação é do Governo do Estado, que pouco avançou nos últimos tempos nesta demanda, além da Prefeitura do Recife, que tem sido negligente na apresentação de alternativas habitacionais. O caso da Carolina de Jesus é emblemático, já que tramita um projeto no Ministério das Cidades buscando a construção de moradia via Programa Minha Casa Minha Vida, sendo necessário o apoio da Prefeitura para aprovação do projeto e concessão da licença ambiental."


Palavras-chave


Comentários

Por Helder Caires,08/08/2018

Meu pai trabalhou duro a vida toda pra ter uma casa. TRABALHOU! Hoje fazem "manifestações" como se a sociedade (que trabalha) tivesse obrigação de DAR uma casa pra quem não trabalha! Com essa mentalidade, o Brasil não tem futuro.

Por Cleiton ,08/08/2018

Bando de vagabundos, querem reivindicar direitos privando os outros dos seus, vão trabalhar.

Por haroldo,08/08/2018

Até quando a sociedade vai ficar refém destes vagabundos.?Falta governo, policia, justiça, ministério publico, todos acovardados, omissos ou coniventes.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM