Jornal do Commercio
Biciflow

Conheça o aplicativo que conecta ciclistas que fazem o mesmo caminho

A proposta do Biciflow é dar mais segurança às pessoas que andam de bike

Publicado em 29/08/2018, às 11h01

Estudantes da UFPE lançam aplicativo para conectar ciclistas Biciflow
 / Foto: Sérgio Bernado / JC Imagem
Estudantes da UFPE lançam aplicativo para conectar ciclistas Biciflow
Foto: Sérgio Bernado / JC Imagem
Caio Campos
JC Online

Estudantes de Ciência da Computação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) desenvolveram um aplicativo que pretende ajudar quem deseja utilizar a bicicleta no cotidiano: o Biciflow. Gratuito e com lançamento previsto para o dia 22 de setembro, Dia Mundial Sem Carro, o app busca conectar ciclistas e potenciais ciclistas para que se conquiste mais segurança no trânsito.

“A nossa ideia é trazer a segurança dos grupos noturnos de ciclistas para o dia a dia, pessoas que fariam o mesmo trajeto se conectarem para que possam andar juntas. O foco é fazer com que mais pessoas comecem a andar de bicicleta na rua a partir da segurança que fazer o percurso com uma companhia proporciona”, afirma Igor Matos, de 25 anos, idealizador do projeto junto com Luís Henrique Delgado, de 24 anos, e João Paulo Luna, também de 24 anos.

Igor conta que a ideia surgiu depois que ele começou a usar a bicicleta com mais frequência para se locomover. “Comecei a pedalar em setembro de 2015, justamente no Dia Mundial sem Carro, e muitos trajetos eu achava que se tivesse uma companhia eu faria fácil. Então, pensei, por que não um aplicativo para juntar pessoas que fazem o mesmo trajeto que eu?”, disse ele.

O projeto foi apresentado, primeiramente, em um evento da Techstars Brasil, o Startup Weekend Recife, sendo um dos mais votados para serem desenvolvidos. Em seguida, o universitário levou a iniciativa para uma disciplina ofertada no Centro de Informática (CIn), chamada Projetão, voltada para o empreendedorismo e tecnologia, momento em que Luís Henrique e João se somaram ao projeto.

“Por mais que a gente imaginasse os principais problemas de um ciclista, precisávamos de um embasamento, verificar a realidade. Fizemos uma série de pesquisas com algumas técnicas aprendidas na cadeira e aproximadamente 70% dos ciclistas responderam que se sentiriam mais seguros caso pedalassem em grupo”, revelou Luís Henrique.

Premiado como Projeto Inovação ao final da disciplina, o Biciflow foi apresentado no CInove, iniciativa de apoio à inovação e ao empreendedorismo do CIn, quando os estudantes receberam uma sala no prédio para aprimorar o aplicativo, um espaço de coworking.



A ideia só conseguiu sair do papel graças ao apoio financeiro do Fundo Socioambiental CASA, em parceria com a Caixa Econômica Federal, no final de 2017, etapa na qual os estudantes contaram com a assistência da Associação Metropolitana de Ciclistas do Grande Recife (Ameciclo). “O edital foi uma oportunidade interessante, aplicamos e fomos aprovados. Era o investimento que faltava para deslanchar o aplicativo, pois conseguimos contratar desenvolvedores e design”, apontou Igor.

Como funciona

O aplicativo possui uma plataforma sem grandes mistérios. Nele, o usuário faz o login utilizando alguma rede social e, em seguida, pode ver as rotas próximas à sua localização ou pesquisar rotas a partir do ponto de origem e destino, se cadastrar em uma delas ou, ainda, criar a própria rota. É possível ver o detalhes do trajeto, ponto inicial e final, as distâncias, os horários disponíveis, quem faz parte, comentário sobre e, quando navegar, ver as pessoas que estão online, em tempo real, para facilitar o encontro.

Para Luís Henrique, a questão do horário é fundamental. “O horário é uma ferramenta importante, pois de nada adiantaria disponibilizar a mesma rota sem que as pessoas a fizessem no mesmo horário. O usuário também pode cadastrar sua frequência, se ele deseja realizar aquela rota diariamente, semanalmente”, comenta o universitário.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

O aplicativo será disponibilizado para download nos sistemas Android e iOS a partir do próximo mês, ainda em fase de teste, para que as pessoas possam se inscrever nas rotas e formar grupos, mas sem navegar por enquanto. “Primeiro faremos um teste, na primeira semana de setembro, antes do lançamento de fato, focado na Região Metropolitana do Recife (RMR), com divulgação e várias ações. As funcionalidade serão lançadas aos poucos, para corrigir possíveis erros e não frustrar o usuário. A partir de 22 de setembro, eles poderão navegar e abriremos para o resto do País”, conta Igor.

Sobre privacidade, os estudantes informaram que o usuário tem a opção de desabilitar a localização em tempo real para que as pessoas não o vejam, mas, assim, ele também não conseguirá visualizar a localização dos outros por medida de segurança.

Outras funcionalidades

Os estudantes divulgaram também que consideram liberar outras funcionalidades para o aplicativo no futuro, como chat (por ora é possível deixar comentários) e rotas com a participação apenas de mulheres. “Nós precisamos enxugar o aplicativo para conseguir lançar, mas temos em mente outras funções. De acordo com o feedback do público, poderemos ajustar alguns pontos”, disse Igor.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM