Jornal do Commercio
Mobilidade

Mudança no trânsito altera itinerário de linhas de ônibus em Olinda

Neste sábado (10), um binário será instalado entre as ruas Paraná e Pará, Jardim Brasil I

Publicado em 09/11/2018, às 17h15

Um binário será instalado entre as ruas Paraná e Pará, Jardim Brasil I / Foto: Reprodução/Google Street View
Um binário será instalado entre as ruas Paraná e Pará, Jardim Brasil I
Foto: Reprodução/Google Street View
JC Online

Neste sábado (10), um binário será instalado entre as ruas Paraná e Pará, Jardim Brasil I, em Olinda. Por conta disso, o Grande Recife Consórcio de Transporte irá alterar o itinerário de quatro linhas de ônibus do bairro.



Com a mudança no trânsito, a primeira via passará a ter mão única no sentido terminal/Avenida Brasília. Já a segunda, também com mão única, os veículos devem trafegar no sentido inverso.

Itinerários

linhas

821 – Jardim Brasil I (Estrada de Belém)

822 – Jardim Brasil I (Cruz Cabugá)

Percurso

Sentido ponto de retorno/terminal

Avenida Brasília, Rua Pará, Rua Pernambuco

Linhas

825 – Jardim Brasil/Joana Bezerra

884 – Jardim Brasil/Rio Doce

Percurso

Sentido ponto de retorno/terminal

Rua Mato Grosso, Rua Pará, Rua Pernambuco





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM