Jornal do Commercio
Notícia
Transtorno

Grande Recife não efetua recarga no Vem e estudantes continuam invadindo terminais

O programa Vem Passe Livre foi uma das vitrines da campanha eleitoral do governador Paulo Câmara e uma das justificativas usadas para o aumento da tarifa das passagens de ônibus neste ano

Publicado em 10/09/2019, às 17h52

Estudantes invadem TI pelópidas pelo portão de saída dos ônibus / Foto: Cortesia
Estudantes invadem TI pelópidas pelo portão de saída dos ônibus
Foto: Cortesia
JC Online

Após mais de uma semana sem ter os créditos recarregados no Vem Passe Livre, estudantes da rede estadual de ensino estão recorrendo a uma prática irregular para continuar frequentando as aulas. Sem ter como pagar as passagens, os alunos estão entrando sem pagar nos terminais integrados e em ônibus da Região Metropolitana do Recife (RMR), como foi noticiado pelo Jornal do Commercio na quinta-feira (5) passada. O Grande Recife Consórcio de Transporte prometeu que a recarga seria efetuada nas 48h posteriores após publicação da matéria, o que não aconteceu e a cena voltou a se repetir no TI Pelópidas, na segunda (9) e nesta terça-feira (10).

Em imagens enviadas ao JC, um grupo estudantes da Escola Dantas Barreto, no Centro de Paulista, entra no Terminal Integrado de Pelópidas pelo portão de saída dos ônibus. Além de irregular, a prática põe a segurança dos jovens em risco, já que os veículos costumam sair em alta velocidade.

De acordo com uma fonte que trabalha nas adjacências do TI e que não quis se identificar, os alunos sempre realizam o ato quando não há recarga das passagens. Ainda segundo a mesma pessoa, as invasões também ocorrem em outros terminais e estações de BRT da região. Ela só não soube explicar quais são.

O que dizem os estudantes

Gabriela Maria da Rocha, 15 anos, é uma das estudantes afetadas pela falta de recarga no Vem Passe Livre. A jovem é aluna da Escola Estadual de Paulista (Erem Paulista) e conta que está tendo que pagar passagem do próprio bolso para ir à escola. "Eu moro em Caétes, em Abreu e Lima, pego um ônibus até o TI Abreu e Lima e de lá pego um BRT. Hoje, estou com cinco centavos no Vem (Passe Livre). Estou pagando por fora para ir à escola, colocando crédito no 'Vem normal' com dinheiro da minha vó", relata.

Segundo a estudante, o problema da falta de recarga é recorrente e está prejudicando vários dos seus colegas de classe. "Muita gente está sem ir para a escola. E as pessoas estão entrando de forma irregular no BRT porque não tem como pagar mesmo. Ano passado, eu já deixei de ir às aulas por causa desse mesmo problema", lamenta a jovem.

O estudante Maycom Douglas, 16, é aluno do segundo da Escola José Vilela, no bairro da Torre, na Zona Oeste do Recife. Ele afirma que o problema está causando prejuízos no rendimento escolar de sua turma. "Está atrapalhando muito, porque na próxima semana a gente vai ter prova e essa semana muita gente está perdendo assunto da avaliação", disse.



Maycom afirma que ainda restam alguns créditos no seu Passe, mas que já estão expirando. Segundo ele, outros colegas não tiveram a mesma sorte e estão tendo que "se virar como podem" para não perder conteúdos importantes para as avaliações. "Muitos amigos meus estão indo para escola de bicicleta, andando, fazendo como podem. O problema já aconteceu outras vezes e está voltando a acontecer agora", reclamou o jovem.

Como acontece a recarga do Vem Passe Livre

Segundo o cronograma da recarga do Vem Passe Livre, a compra da recarga deve ser realizada sempre no último dia útil do mês vigente pelo Grande Recife. Com a compra dos créditos, cabe ao Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE) liberar as passagens nos cartões dos estudantes no primeiro dia útil do mês posterior. Neste mês de setembro, hoje, a recarga está atrasada em oito dias, contabilizando apenas os dias úteis. Por meio de nota, o Grande Recife informou que o atraso na recarga foi causado por um "problema no processamento dos créditos". Segundo o órgão, o problema já foi resolvido e as passagens devem estar disponíveis nos cartões dos estudantes até esta quarta-feira (11).

Problema recorrente

Em abril deste ano, uma cena semelhante ocorreu também no TI Pelópidas. Também em imagens enviadas ao JC, alunos foram vistos entrando sem efetuar o pagamento da passagem pelo local de saída dos ônibus. Na época, além da falta de recarga, os estudantes se queixavam de depósitos abaixo do valor necessário para se locomoverem as suas respectivas instituições de ensino. Na época, os estudantes afirmaram que o problema atrapalha no rendimento escolar.

Criação do Vem Passe Livre

O Vem Passe Livre foi criado pela Prefeitura do Recife para alunos das escolas municipais, e, posteriormente, ampliado pelo Governo aos estudantes da rede estadual de ensino, em 2015. O programa foi uma das vitrines da campanha eleitoral do governador Paulo Câmara e uma das justificativas usadas para o aumento da tarifa das passagens de ônibus, que foi regulamentada este ano.

Mensalmente, o cartão é carregado com 44 créditos. Cada crédito equivale a uma passagem. As passagens são válidas apenas de segunda a sexta, durante o período letivo. Além disso, os estudantes têm a passibilidade carregar mais 26 créditos, seguindo o mesmo procedimento do Vem Estudantil - onde a recarga pode ser efetuada por meio de apresentação da carteira de estudante. A recarga pode ser efetuada em Posto de Atendimento do VEM, nas estações de BRTs, nos terminais integrados, ou na internet. 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM