Jornal do Commercio
Notícia
calçada legal

Rua Velha interditada para obras a partir desta terça

Calçada e pista da via são revitalizadas. Pelos próximos dois meses, os motoristas que acessarem a Rua Velha vão precisar seguir esquema especial de trânsito da CTTU

Publicado em 13/11/2019, às 09h00

A revitalização da via era uma necessidade já sentida por quem ocupa o espaço / Foto: Bianca Sousa/ JC Imagem
A revitalização da via era uma necessidade já sentida por quem ocupa o espaço
Foto: Bianca Sousa/ JC Imagem
da Editoria de Cidades

A Rua Velha, na Boa Vista, Centro do Recife, amanheceu nesta quarta-feira (13) com trecho interditado. Desde terça-feira (12) à noite, a extensão que vai da Rua da Matriz até o Pátio de Santa Cruz - de cerca de 300 metros - está em obras como parte do projeto Calçada Legal, alterando o trânsito do local.

Pelos próximos dois meses, os motoristas que acessarem a Rua Velha vão precisar entrar pela direita, pegando a Rua da Matriz, ou pela esquerda, pela Rua da Glória, seguindo o esquema especial de trânsito da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU). As intervenções são realizadas pela Prefeitura do Recife, através da Autarquia de Urbanização do Recife (URB).

Nesta primeira etapa, que deverá ficar pronta em 60 dias, o trabalho é trocar o asfalto por piso de tijolo intertravado, e nivelar os passeios com as estreitas ruas de apenas 5,25 metros de largura. Ao fim do prazo, inicia-se a segunda fase, que contempla a troca do revestimento da calçada, com material antiderrapante e piso tátil, e a construção de rampas de acessibilidade na área entre a Rua da Matriz e a Ponte Velha - de aproximadamente 160 metros. Neste processo, o fluxo de veículos será liberado. O investimento total será de R$ 802.993,90.

A revitalização da via era uma necessidade já sentida por quem ocupa o espaço. Faz só dez dias que Verônica Ribeiro, de 79 anos, tropeçou e caiu na rua. "Fui pro chão. Você anda aqui e aqui e acolá tem um pedaço arrancado. Estou toda doída", relatou. Faz 45 anos que ela mora na Rua Velha. "Aqui foi uma rua muito boa, muito bonita. Mas hoje, não", diz.



Sua vizinha, Valéria Ferreira, 42, mora há 37 anos na rua e mantém um comércio em sua casa. "Geralmente quem arruma as calçadas somos nós. Alguns períodos em que elas estão bem quebradas, que não dão para passar, são os próprios moradores que vão e fazem um cimentinho na frente", revela.

Sérgio Tavares, 56, desde 2004 é dono de uma loja de maçaricos na rua, e está esperançoso com os serviços "Coisa boa. Está precisando mesmo, isso aqui está uma degradação total. Vai melhorar", comemorou.

De acordo com a diretora de Planejamento e Projetos da URB, Rúbia Campêlo, a mudança vem para transformar esta parte da via em um calçadão para pedestres. “É um tratamento diferenciado para chegar ao Pátio Santa Cruz”, falou. “Essa rua faz parte de uma zona especial de preservação de patrimônio histórico cultural. Ela tem um casario, embora mal conservado, que resguarda as características daquela ocupação do início do século XX”, ponderou.

Ainda segundo Campêlo, esta é apenas uma das 114 ruas do Recife incluídas no Calçada Legal. O Calçada Legal inclui a reforma de 114 ruas, largos, pátios, igrejas e mercados do Recife. Divididas em 10 lotes, quatro já estão em andamento, o quinto já foi licitado e deverá iniciar as obras este ano, e o sexto abrirá licitação dia 21 de novembro.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM