Jornal do Commercio
Notícia
Trânsito

Túnel da Abolição amanhece alagado e trânsito é interditado nesta quinta

O bloqueio acontece desde a meia-noite. Agentes da CTTU estão no local

Publicado em 14/11/2019, às 07h00

O túnel está interditado desde a meia-noite desta quinta-feira / Foto: Bruno Campos/JC Imagem
O túnel está interditado desde a meia-noite desta quinta-feira
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
JC Online
Atualizada às 11h16

O Túnel da Abolição amanheceu completamente alagado na manhã desta quinta-feira (14), e teve que ter o trânsito interditado. O equipamento, que fica no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife, está bloqueado desde a meia-noite. Ainda não se sabe se o motivo do alagamento. Agentes e orientadores da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) estão no local para orientar os motoristas.

Quem vem da Rua Real da Torre, com destino ao bairro de Afogados, não poderá seguir em frente. A opção é pegar a direita na Avenida Caxangá, e seguir pela via no sentido subúrbio, para fazer o retorno no Cordeiro, também na Zona Oeste. Por meio de uma nota, o Grande Recife Consórcio de Transporte, que é responsável pelo túnel, informou o equipamento foi alvo de vandalismo. Confira a íntegra:

O Grande Recife informa que, na madrugada desta quinta-feira (14), as bombas d’água do Túnel da Abolição foram vandalizadas. Houve uma tentativa de furto que, frustrada, levou à depredação dos fios e cabos que alimentam o equipamento. A ação fez com que o Túnel amanhecesse alagado e precisasse ser interditado. Porém, desde cedo, equipes de Engenharia e Manutenção do Consórcio já estão no local fazendo esgotamento da área e realizando os reparos na rede elétrica para restabelecer o funcionamento normal das bombas. Além disso, o Consórcio está em contato com a Polícia Militar para reforçar as rondas no entorno do Túnel da Abolição.




Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

Histórico de alagamentos

Não é de hoje que o Túnel da Abolição apresenta problemas com alagamentos. Desde a construção do equipamento, acontece de ele ficar tomado por água. O túnel foi inaugurado no dia 12 de abril de 2015 e liga a Rua Real da Torre à Rua João Ivo da Silva, sob a Avenida Caxangá. A obra, que faz parte do Corredor Leste-Oeste eliminou um dos cruzamentos mais congestionados à época e custou R$ 16 milhões.

Em janeiro de 2016, mesmo não tendo chovido, o túnel alagou e a água alcançou quase 50 centímetros. À época, os cabos de energia haviam sido roubados, de duas bombas de sucção de água. Em julho de 2015, o equipamento também chegou a ser bloqueado devido ao alagamento. Desta vez, o problema se deu devido à sobrecarga no sistema elétrico, que provocou o desligamento da bomba de drenagem.

Em maio do mesmo ano, o alagamento ocorreu após uma noite de chuva. O que ocasionou a inundação foi um ato de vandalismo, quando ocorreu a quebra da chave geral do sistema elétrico, impossibilitando o funcionamento das bombas. A inauguração do túnel se deu após um ano e quatro meses de atraso também por causa dos alagamentos. A obra deveria ter sido finalizada em janeiro de 2014, antes da Copa do Mundo, mas houve um problema com a construtora Mendes Júnior, investigada pela Operação Lava Jato e com o lençol freático da área, que ocasionava as constantes inundações.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM