Jornal do Commercio
Notícia
Trânsito

Túnel da Abolição, na Zona Oeste do Recife, amanhece alagado nesta quarta-feira

O trânsito teve que ser bloqueado no túnel devido à quantidade água

Publicado em 22/01/2020, às 06h47

Esta é a terceira vez em três meses que o túnel amanhece alagado / Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Esta é a terceira vez em três meses que o túnel amanhece alagado
Foto: Bruno Campos/JC Imagem
Mayra Cavalcanti
Do JC Online

Atualizada às 22h53

Pela terceira vez em três meses seguidos, o Túnel da Abolição, que fica no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife, amanheceu alagado nesta quarta-feira (22). Em novembro de 2019, uma tentativa de furto dos cabos causou o acúmulo de água no equipamento, que voltou a ser interditado em dezembro por causa de alagamento. A Rua Real da Torre, antes da entrada do túnel, ficou com o trânsito bloqueado. Às 21h30, o túnel foi liberado.

O sistema de esgotamento foi comprometido por uma tentativa de furto dos cabos que alimentam as bombas d’água e um ato de vandalismo nos quadros de força.

De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transporte, a associação com a maré alta da madrugada desta quarta-feira (22) fez com que os trabalhos para solucionar o caso se estendessem. O Consórcio, a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) trabalharam na área. Os ajustes duraram aproximadamente oito horas. Às 22h30, o trânsito seguia tranquilo na localidade. 


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

Alagamentos anteriores

No dia 14 de novembro, o Túnel da Abolição também amanheceu alagado, chegou a ser interditado e a CTTU realizou um desvio no trânsito. O equipamento passou a manhã do dia 14 bloqueado, o que ocasionou bastante engarrafamento. O acúmulo de água foi ocasionado por uma tentativa de furto dos cabos que alimentos as bombas de sucção do túnel. Sobre o caso, o Grande Recife Consórcio de Transporte afirmou que o suspeito não conseguiu furtar os fios, mas que danificou a parte elétrica das bombas. No dia 20 de dezembro, o Túnel amanheceu alagado. De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transporte, o alagamento foi ocasionado por atos de vandalismo. A situação foi normalizada por volta das 9h daquele dia.



Histórico de alagamentos

Não é de hoje que o Túnel da Abolição apresenta problemas com alagamentos. Desde a construção do equipamento, acontece de ele ficar tomado por água. O túnel foi inaugurado no dia 12 de abril de 2015 e liga a Rua Real da Torre à Rua João Ivo da Silva, sob a Avenida Caxangá. A obra, que faz parte do Corredor Leste-Oeste eliminou um dos cruzamentos mais congestionados à época e custou R$ 16 milhões.

Em janeiro de 2016, mesmo não tendo chovido, o túnel alagou e a água alcançou quase 50 centímetros. À época, os cabos de energia haviam sido roubados, de duas bombas de sucção de água. Em julho de 2015, o equipamento também chegou a ser bloqueado devido ao alagamento. Desta vez, o problema se deu devido à sobrecarga no sistema elétrico, que provocou o desligamento da bomba de drenagem.

Em maio do mesmo ano, o alagamento ocorreu após uma noite de chuva. O que ocasionou a inundação foi um ato de vandalismo, quando ocorreu a quebra da chave geral do sistema elétrico, impossibilitando o funcionamento das bombas. A inauguração do túnel se deu após um ano e quatro meses de atraso também por causa dos alagamentos. A obra deveria ter sido finalizada em janeiro de 2014, antes da Copa do Mundo, mas houve um problema com a construtora Mendes Júnior, investigada pela Operação Lava Jato e com o lençol freático da área, que ocasionava as constantes inundações.

 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM