Jornal do Commercio
sudene

Mulher morre ao cair do 11º andar de prédio da Sudene

Queda ocorreu na manhã desta quarta-feira. Polícia ainda não sabe o que aconteceu

Publicado em 03/08/2011, às 11h28

Do JC Online

Atualizada às 17h30

A Polícia está investigando a queda da juíza titular da 2ª Vara do Trabalho, Lúcia Teixeira da Costa Oliveira, do 11º andar do edifício da Sudene, na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife. Acidente aconteceu por volta das 11h desta quarta-feira (3).

O mais provável é que ela tenha cometido suicídio, mas a polícia não confirma. De acordo com o advogado Ismael Acioly, que está na Sudene e conhecia Lúcia, a magistrada participou normalmente de uma audiência, na manhã desta quarta. Logo após, se trancou na sala e pulou da janela.

As atividades foram suspensas e há vários curiosos no local. A Polícia e o Instituto de Medicina Legal já estão no prédio da Sudene. A morte de Lúcia Teixeira chocou quem a conhecia e encontrava-se na Sudene no momento do ocorrido.



Em nota, o desembargador presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT6), André Genn, decretou luto oficial de três dias no tribunal. Confira abaixo a nota divulgada no site:

PRESIDENTE DO TRT6 DECRETA LUTO OFICIAL PELO FALECIMENTO DA JUÍZA LÚCIA TEIXEIRA

O desembargador presidente do TRT6, André Genn, decretou luto oficial de três dias neste Tribunal, em razão do falecimento da juíza Lúcia Teixeira da Costa Oliveira, titular da 2ª Vara do Trabalho do Recife, nesta quarta-feira, dia 3.

Em nome de todo o Tribunal, que está consternado com o acontecimento, André Genn solidariza-se com a família, amigos e colegas de trabalho da magistrada neste momento de profunda comoção.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM