Jornal do Commercio
calor

Sertão de Pernambuco registra temperatura de 41,1 graus

Nesta época do ano, a temperatura é, em média, de 33 graus

Publicado em 13/03/2013, às 07h53

 / Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem
Foto: Rodrigo Lôbo/JC Imagem
Do JC Online

Em plena estação chuvosa, mas com índices pluviométricos abaixo da media o Semiárido pernambucano, agora, enfrenta também altas temperaturas. No município de Floresta, a 600 km do Recife, os termômetros marcaram na segunda-feira (11) 41,1 graus, quando a temperatura máxima nesta época do ano é, em média, de 33 graus. É a maior temperatura do ano em todo o Estado.

“Trata-se de um aumento de sete a oito graus, o que podemos considerar um índice alto”, diz Lindemberg Lucena, do Laboratório de Meteorologia de Pernambuco (Lamepe). Ontem, o clima melhorou no município sertanejo, com o registro de 39,9 graus, ainda apontado pelo meteorologista como uma temperatura alta.

Um fenômeno conhecido entre os técnicos como cavado, segundo Lindemberg, está intensificando o calor na região. Resultante do movimento ascendente do ar, o cavado inibiu a formação de nuvens. O período de chuvas no Sertão, lembra o meteorologista do Lamepe, vinculado ao Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), vai de janeiro a março. O cavado, esclarece o estudioso, tanto favorece quanto impede a formação de nuvens, dependendo do posicionamento. Em Pernambuco, o fenômeno inibiu a formação de nebulosidade, reforça Lindemberg. Nesse caso, a radiação solar atinge o solo com maior intensidade, aquecendo a terra de forma mais rápida.

Até a última segunda-feira, a maior temperatura registrada este ano em Pernambuco era de 39,5 graus, no município de Ibimirim, distante 339 quilômetros do Recife. Em Floresta, a umidade relativa do ar registrada segunda foi inferior a 20%, conforme o Itep.

Leia mais no JC desta quarta-feira (13)



OFERTAS

Especiais JC

Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.
Mãe Guerreira Mãe Guerreira
Junto com uma criança, nasce sempre uma mãe, que enfrenta inúmeros desafios para educar, acolher e dar o melhor aos filhos. Por isso, todas elas carregam em si a força e a coragem de verdadeiras guerreiras.
JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM