Jornal do Commercio
Cortês

Menino morre e pai desaparece após afogamento em rio na Mata Sul

Afogamento aconteceu em um engenho da Zona Rural de Cortês. Bombeiros ainda buscam corpo do pai

Publicado em 26/01/2018, às 06h23

Corpo de Bombeiros retomam buscas pelo corpo do pai na manhã desta sexta / Foto: Reprodução
Corpo de Bombeiros retomam buscas pelo corpo do pai na manhã desta sexta
Foto: Reprodução
JC Online

Um menino de 11 anos morreu e o pai dele está desaparecido depois que os dois caíram em um rio da Zona Rural de Cortês, na Mata Sul de Pernambuco, e foram arrastados pela correnteza. De acordo com a Polícia Militar, moradores da região tentaram resgatar as vítimas, mas já localizaram o corpo da criança sem vida.

O afogamento aconteceu na tarde dessa quinta-feira (25) no Engenho Diogo, em uma área conhecida como "Banho de Areinha". Segundo o 10º Batalhão de Polícia Militar, Silvano José da Silva, de 37 anos, tentava atravessar o rio com dois filhos no momento em que caiu na água junto com um deles, Anderson Pacheco Nicodemos.



Buscas

O segundo filho do homem viu toda a cena e correu para pedir ajuda a moradores da região. Segundo a PM, voluntários fizeram buscas e localizaram o corpo de Anderson já morto, mas não conseguiram encontrar o pai. Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Caruaru, no Agreste, foi acionada às 18h30, mas também não localizou o adulto. As buscas devem ser retomadas às 7h desta sexta-feira (26).


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM