Jornal do Commercio
Maceió

Pernambucano morre após teste físico de concurso para a PM de Alagoas

Diego Cerqueira, de 28 anos, morava no Recife e queria ser policial militar. Ele sofreu três paradas cardíacas após correr 2km em Maceió

Publicado em 27/02/2018, às 09h49

Jovem sofreu paradas cardíacas e morreu no HGE / Foto: Ascom/Sesau
Jovem sofreu paradas cardíacas e morreu no HGE
Foto: Ascom/Sesau
JC Online

Um pernambucano de 28 anos morreu na noite dessa segunda-feira (26), após ser submetido ao Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso para a Polícia Militar de Alagoas (PMAL), em Maceió. Diego de Siqueira Brito Domício Silva, que morava no Recife, se sentiu mal após correr 2km e sofreu três paradas cardíacas.

De acordo com a assessoria de Imprensa da Polícia Militar de Alagoas, a prova aconteceu por volta das 15h. Depois de concluir o teste físico, o jovem se sentiu mal e foi atendido por uma médica cardiologista da PM que estava no local.

Ele foi levado de ambulância até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro do Trapiche, onde sofreu a primeira parada cardíaca. Apesar dos cuidados médicos, o jovem teve piora no estado de saúde e foi transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE), que fica no mesmo bairro.

Diego deu entrada no HGE por volta das 16h, em estado grave e entubado. Lá, ele teve outras duas paradas cardíacas e morreu horas depois de dar entrada no hospital, que é considerado um dos maiores do Estado de Alagoas.



A PMAL informou que o corpo do rapaz permanecia no hospital por volta das 9h desta terça-feira (27) e, em seguida, seria encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbito (SVO), para a identificação das causas da morte. Ainda não se sabe local nem hora do velório e sepultamento. 

Concurso

Procurada pelo JC, a assessoria de imprensa da PMAL explicou que, antes de ser submetido ao TAF, Diego fez todos os exames médicos previstos no edital do concurso, o que o aprovou para participar da corrida. Ao longo dessa segunda-feira, cerca de 1.800 pessoas participaram do teste.

Em nota publicada no site da PMAL, a corporação lamentou a morte do pernambucano e afirmou que o "Comandante-geral da PMAL, coronel Marcos Sampaio, presta condolências aos familiares e amigos em nome de todos que integram a Briosa Polícia Militar de Alagoas, instituição que Diego Siqueira pretendia integrar".


Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM