Jornal do Commercio
Inquérito

Quarto suspeito envolvido em ação que matou professor é apontado como mentor do assalto

Identificado como Severino Martins e conhecido como Silva, ele está foragido e tem passagem pela polícia

Publicado em 26/08/2015, às 11h08

A conclusão do caso foi apresentada, na manhã desta quarta-feira (26), no DPHH / Valéria Oliveira/JC
A conclusão do caso foi apresentada, na manhã desta quarta-feira (26), no DPHH
Valéria Oliveira/JC
Da editoria de Cidades
Com informações da repórter Valéria Oliveira

O quarto homem suspeito de estar envolvido na ação no restaurante Galetus, na Avenida Caxangá, que resultou na morte do professor José Renato de Souza, de 39 anos, está foragido e é apontado como o mentor do assalto. 

Identificado como Severino Martins e conhecido como Silva, ele tem 24 anos e já tem passagem pela polícia. Foi preso em 2010 e 2012 e estava em liberdade condicional desde março deste ano. 



A conclusão do caso foi apresentada, na manhã desta quarta-feira (26), no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Cordeiro, Zona Oeste do Recife. 

O assalto aconteceu no dia 9 de agosto. Pelo crime, três pessoas foram presas. Um dos envolvidos na morte, Marcelo Henrique dos Santos Silva, 23, já está no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel). Os adolescentes, ambos de 17 anos, estão em uma unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). 

O professor, segundo a polícia, foi atingido por três disparos de arma de fogo - dois deles fatais. 





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM