Jornal do Commercio
Denúncia

Operação apreende mais de 200 aves silvestres no Agreste

Três pessoas foram detidas por porte ilegal de arma, além de possuírem um total de R$ 71 mil

Publicado em 23/05/2016, às 22h30

A operação contou com o apoio do Cipoma / Foto: Divulgação
A operação contou com o apoio do Cipoma
Foto: Divulgação
JC Online

Fiscais da Agência de Meio Ambiente de Pernambuco (CPRH) apreenderam, neste final de semana, 220 aves silvestres em operação realizada nos municípios de Terezinha, Paranatama e Saloá,cidades vizinhas a Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. 

Pelo menos três pessoas foram presas por porte ilegal de arma, além de possuírem um total de R$ 71 mil em multas. Todos os envolvidos foram levados à Delegacia de Garanhuns.



Entre as aves apreendidas estavam espécies como galo de campina, papa-capim, azulão, sanhaçu e papagaios. Havia ainda espécies em risco de extinção, como o pintassilgo do Nordeste. Os animais já estão no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) da CPRH, onde passarão por reabilitação antes de serem devolvidas ao habitat natural.

"Grande parte da população ainda não sabe que é crime manter em cativeiro animais silvestres", lembra o fiscal da Unidade de Fauna da Agência, Gleydson Castelo Branco.  As multas para esse tipo de crime é de R$ 500 por cada espécie apreendida a R$ 5 mil, no caso do espécime estar em risco de extinção. 

A operação contou com o apoio da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) e  atendeu a denúncias.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM