Jornal do Commercio
Violência

Sexto homem citado em ''lista da morte'' é assassinado no Agreste

Lista com quase 20 nomes foi fixada em cemitério de Chã Grande em fevereiro desse ano para alertar sobre homicídios a serem cometidos na região

Publicado em 24/10/2017, às 09h04

Lista foi afixada no cemitério no início deste ano e circulou pelas redes sociais junto com áudio / Reprodução/TV Jornal
Lista foi afixada no cemitério no início deste ano e circulou pelas redes sociais junto com áudio
Reprodução/TV Jornal
Da Editoria de Cidades

Um homem identificado apenas pelo apelido de "Macaxeira" foi morto neste fim de semana no município de Chã Grande, no Agreste pernambucano. A vítima é um das pessoas citadas na "lista da morte", que foi fixada em um muro do cemitério da cidade, e já fez, com mais este homicídio, um total de seis vítimas.

A execução do homem, que morreu com sete tiros, aconteceu no bairro Nilton Carneiro. Quem está responsável pelas investigações do caso é a Delegacia de Chã Grande.

Em agosto deste ano, um outro homem, conhecido como Tchaco, foi morto no bairro de Camela com vários tiros. Ele também estaria ligado à suposta lista.



Lista Negra

19 nomes integram a "Lista Negra da Morte" que foi encontrada no Cemitério Público de Chã Grande em fevereiro deste ano. Ao todo, até este domingo, 6 pessoas listadas morreram. Para a PM, todos os nomes são de pessoa envolvidas com crimes na região.

O documento com o nome das vítimas foi divulgado nas redes sociais juntamente com um áudio, onde um homem, com a voz distorcida, "promete mandar todos para o inferno". A Polícia identificou o autor deste áudio e ele está sob investigação, mas até o momento, o homem não teria relação com as mortes. Confira:



Comentários

Por Zé Ricardo Alves,25/10/2017

Essa lista devia estar no cemitério de Brasilia, sei que iria faltar bala, mas a gente dava um jeito de contribuir.

Por Paulo,24/10/2017

Esse "Cabra" que fez esta lista, deveria estar na secretaria de segurança pública, pois, é mais competente do que aqueles que lá estão.

Por Romualdo,24/10/2017

País que tem uma das mais injustas distribuição de renda, leis fracas para qualquer crime, Polícia despreparada e Corrupção a solta, não podia dar outro negócio. Como sempre digo, estamos saindo do 3º Mundo e indo para o 5º.

Por JORGE SANTOS,24/10/2017

QUANDO UM PAI DE FAMILIA MORRE EM UM ASSALTO, GERALMENTE EM 90% DOS CASOS FICA COMO ESTATÍSTICA. AGORA AGORA FAZENDO UM SERVIÇO DE LIMPEZA, A POLICIA QUER INVESTIGAR. ESSE DELEGADO TEM QUE INVESTIGAR É O CRIME QUE FORAM COMETIDOS POR QUEM FAZ PARTE DA LISTA...

Por wellington,24/10/2017

SE FOR MESMO BANDIDOAS IGUAIS AOS MINISTROS E OS QUE APOIAM TEMER TEM MESMO QUE IR PRO INFERNO.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM