Jornal do Commercio
VIOLÊNCIA

Jovem é assassinado enquanto telefonava para a irmã, em Olinda

A irmã da vítima ainda ouviu pelo celular um dos assassinos pedir para que atirassem na cabeça do jovem

Publicado em 15/11/2017, às 00h48

Homicídio aconteceu na Rua Espírito Santo, em Cidade Tabajara, Olinda / Foto: Edson Araújo / TV Jornal
Homicídio aconteceu na Rua Espírito Santo, em Cidade Tabajara, Olinda
Foto: Edson Araújo / TV Jornal
JC Online
Com informações da TV Jornal

Um homem foi morto a tiros na noite desta terça-feira (14) em Olinda, Região Metropolitana do Recife. O homicídio aconteceu na Rua Espírito Santo, no bairro de Cidade Tabajara. A delegada Eliane Caldas, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), informou que as motivações do assassinato ainda são desconhecidas.



Telefonema

João Vítor da Silva Oliveira, 19 anos, foi baleado e conseguiu ligar para o celular da irmã. Ela relatou para a polícia que ainda conseguiu ouvir alguém dizer “atira na cabeça dele” e, logo depois, o som de vários disparos. O corpo de João Vitor foi encontrado com diversos ferimentos causados por tiros. A autoria do crime ainda é desconhecida e o caso está sendo investigado.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM