Jornal do Commercio
ASSASSINATO

Mulher de 49 anos é decapitada em Barra de Jangada

A vítima foi assassinada na manhã deste domingo (10) e teve sua cabeça presa no muro de casa

Publicado em 10/12/2017, às 13h20

Caso aconteceu na Rua Canaã, em Barra de Jangada / Foto: Google Maps
Caso aconteceu na Rua Canaã, em Barra de Jangada
Foto: Google Maps
JC Online
Com informações da Rádio Jornal

Uma mulher foi decapitada na manhã deste domingo (10) no bairro de Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife. A vítima, Maria Aparecida dos Santos Fidelis, de 49 anos, foi encontrada morta deitada na sua cama.



O crime

De acordo com informações da polícia, o criminoso utilizou um instrumento cortante para decapitar a vítima, que estava em sua casa, localizada na rua Canaã. A cabeça da vítima foi exposta no muro de casa para que todos vissem. A suspeita é que o assassino seja um homem com quem Maria Aparecida estivesse se relacionando. Moradores da região estão em silêncio total por medo de se envolver com o criminoso.

A vítima era diarista e deixou três filhos e 10 netos. Ela trabalhava durante a semana e usava os fins de semana para lazer e descanso.

O caso será investigado pelo delegado João Brito.



Comentários

Por Fabio,12/12/2017

Essa galera da seita do Jair BolsoFurnas é tudo doente. O que isso tem a ver com a matéria? Precisamos de leis mais rígidas e não de um débil mental na presidência

Por roberto ,10/12/2017

isso e um mostro nosso estado chega aos números de 5000 mil homicídios bolsonaro 2018 e a solução

Por Barbárie !!!,10/12/2017

Revisar as Leis já !!! faço votos, que a intervenção militar em curso, ponha este monstro numa jaula, com pena perpétua.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM