Jornal do Commercio
Torre

Policial militar é preso suspeito de furtar supermercado no Recife

Além do policial militar, um filho de 21 anos, a ex-esposa do homem e uma funcionária do mercado também foram detidos

Publicado em 10/01/2018, às 09h23

Caso foi registrado na Central de Plantões / Foto: JC Imagem
Caso foi registrado na Central de Plantões
Foto: JC Imagem
JC Online
Com informações da Rádio Jornal e da TV Jornal

Um cabo da Polícia Militar foi preso, suspeito de tentar furtar produtos de um supermercado no bairro da Torre, na Zona Norte do Recife. O crime aconteceu na noite dessa terça-feira (9). Além do PM, o filho do homem, a ex-esposa e uma funcionária do estabelecimento também foram detidos.

Wilson Coelho Pereira da Silva, de 48 anos, é lotado no Batalhão de Cavalaria da Polícia Militar e foi preso no estacionamento do supermercado, enquanto aguardava os familiares.

De acordo com a Polícia Civil, a ex-mulher de Wilson, Maria Elisangela Coelho Paz, 39, e o filho do policial militar, Eduardo Coelho da Paz, 21, contaram com o apoio da operadora de caixa do mercado, Valeria Silva dos Santos, 25, para realizar o furto. A funcionária não teria registrado todos os produtos que mãe e filho pegaram no estabelecimento.

De acordo com a Rádio Jornal, eram bebidas e alimentos que estavam em dois carrinhos de compras. Apenas alguns produtos foram registrados e os seguranças do estabelecimento perceberam o crime, através do monitoramento feito com câmeras de segurança de circuito interno.

Prisão

Ao perceber a ação, os seguranças acionaram a Polícia. A prisão aconteceu no estacionamento, quando os produtos já estavam dentro do veículo da família. Em depoimento à delegada Alcilene Marques, o PM negou participação no furto e disse que não sabia de nada.



A ex-mulher do PM confirmou a versão de Wilson e também negou participação do filho. Segundo a mulher, ela combinou o furto apenas com a funcionária do caixa. Maria Elisangela disse que conhecia Valéria desde a época em que trabalhou no estabelecimento.

Todos os quatro envolvidos no crime foram levados para a Central de Plantões da capital, no bairro de Campo Grande na Zona Norte do Recife. Eles devem ser encaminhados para audiência de custódia ainda nesta quarta-feira (10). Os quatro devem responder por furto qualificado. A funcionária também foi autuada por abuso de confiança.

Nota da PM

Procurada pela reportagem do SJCC, a Polícia Militar informou que o cabo deve permanecer preso durante as investigações do caso. Leia a nota na íntegra:

A Polícia Militar de Pernambuco informa que na noite de ontem (9) policiais militares do 13º Batalhão foram acionados para averiguar uma ocorrência de furto ao supermercado Carrefour, localizado no bairro da Torre, envolvendo um policial militar lotado no Batalhão de Regimento de Polícia Montada (RPMon). Uma mulher e o filho do policial teriam furtado da loja, com a ajuda de uma funcionária, produtos no valor de mais de R$ 2.000,00 (dois mil reais). De acordo com informações dos próprios envolvidos o PM não teve participação no furto, apenas foi chamado para dar uma carona aos suspeitos e que esta era a terceira vez que praticavam furto ao estabelecimento e sempre chamavam um Táxi, porém desta vez estavam sem dinheiro para a condução, por isso pediram um favor ao referido PM. Todos os envolvidos foram encaminhados à Central de Plantões da Capital. A corregedoria da Secretaria de Defesa Social ficará à frente das investigações na esfera militar, enquanto isso o PM ficará recolhido no Centro de Reeducação da Polícia Militar (CREED).

Segunda vez

Há duas semanas, este mesmo supermercado foi alvo de um comissário da Polícia Civil. Na ocasião, o homem tentou roubar um perfume, um desodorante, um sabonete líquido e uma manteiga, o que totalizava um valor de R$ 115. Na ocasião, o homem pagou fiança e deve responder em liberdade.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por LYRA,10/01/2018

Está correto roubar? Claro que não está, podendo ser quem for será taxado de ladrão mas, esses episódios vem se repetindo com uma maior frequência de uns tempos para cá, dando a pura impressão que tem ligação direta com os baixos salários recebidos por esses policiais, civis ou militares, que na maioria das vezes possuem até pós graduação e ganham salários que deveriam serem pagos aos BANDIDOS, entendam-se políticos que na maioria são analfabetos de pai e mãe ou portadores de diplomas falsos ou comprados.

Por Luiz Félix de Freitas Silva,10/01/2018

Inadmissível! Uma vergonha! A honestidade neste país está em vias de extinção. Tomem vergonha na cara! Um cidadão indignado. Luiz Félix.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM