Jornal do Commercio
AGRESTE

Filha esfaqueia o próprio pai após discussão por cama box em Garanhuns

Filha teria armado emboscada após pai tentar agredi-la com um estilete horas antes

Publicado em 29/01/2018, às 10h08

Pai registrou Boletim de Ocorrência na delegacia de Garanhuns / Foto: Reprodução/Google Street View
Pai registrou Boletim de Ocorrência na delegacia de Garanhuns
Foto: Reprodução/Google Street View
JC Online
Com informações da Rádio Jornal

Um homem de 43 anos foi esfaqueado pela própria filha no bairro Magano, em Garanhuns, Agreste de Pernambuco. Segundo um amigo da vítima, o caso começou devido a uma disputa por uma cama box. O crime aconteceu no último sábado (27), por volta das 15h.

Cícero do Santo Araújo morava com a filha Ana Carolina, de 23 anos, e teria lhe presenteado com uma cama box. Na última semana, ele saiu de casa para morar com um amigo e pediu a cama de volta. De acordo com a Polícia Militar, pai e filha se desentenderam e o homem tentou agredi-la com um estilete. A jovem revidou com tapas. No entanto, o problema continuou sem solução.



No sábado, horas depois da primeira briga, Ana Carolina teria comprado um facão no centro da cidade e armou uma emboscada para o pai. Ela o esperou na rua Capitão Tomás Maia, onde ele estava morando e, ao se encontrarem, ela desferiu um golpe contra ele. Cícero ainda tentou revidar com uma barra de ferro, mas foi atingido no braço e precisou ser socorrido.

O homem foi encaminhado ao Hospital Regional Dom Moura e, em seguida, transferido par o Hospital Regional do Agreste, em Caruaru. O estado de saúde dele ainda não foi divulgado.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Garanhuns.

 





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM