Jornal do Commercio
RMR

Empresário morre após espancamento durante sequestro em Goiana

Este foi o 3º sequestro em menos de seis meses contra ele. Sequestradores pediram resgate de R$ 100 mil, mas família não teve condições de pagar

Publicado em 21/02/2018, às 10h30

Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, deve ser a unidade responsável pelas investigações / Foto: Reprodução/Google Maps
Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, deve ser a unidade responsável pelas investigações
Foto: Reprodução/Google Maps
JC Online

Um empresário morreu após ser sequestrado e espancado em Goiana, Região Metropolitana do Recife. Severino Tavares Rabelo, de 55 anos, estava internado no Hospital da Restauração desde a última sexta-feira (16), mas não resistiu aos ferimentos e morreu nessa terça-feira (20). Segundo familiares essa foi a terceira vez, em menos seis meses, que Severino havia sido sequestrado. Em dezembro do ano passado, a vítima sofreu uma tentativa de sequestro, mas conseguiu despistar os suspeitos.

Na última quinta-feira (15), o empresário foi abordado no centro de Goiana e levado por criminosos, que pediram aos familiares um valor de R$ 100 mil como recompensa. Dois carros teriam cercado a vítima, que estava conversando com os amigos na frente de um estabelecimento comercial. O carro dele também foi levado pelo grupo.

No dia seguinte, depois de a família alegar não ter o dinheiro do resgate, Severino foi espancado pelos sequestradores e jogado nas proximidades da PE-15, no bairro de Ouro Preto, em Olinda. O corpo da vítima estava com sinais de tortura, com marcas de perfurações feitas com alicate nos braços, todos os dedos das mãos quebrados, além de outras lesões ocasionadas pelo espancamento no rosto e no corpo.



Histórico

Segundo familiares da vítima, o primeiro sequestro aconteceu em outubro de 2017. Criminosos invadiram a casa de Severino e, além de o levarem, roubaram mercadorias e R$ 135 mil em dinheiro. A vítima foi liberada no final do mesmo dia. O segundo sequestro aconteceu um mês depois e foi semelhante ao primeiro, mas o valor em dinheiro levado pelos criminosos foi de R$ 35 mil. Já em dezembro, ao chegar na rua onde morava, o homem percebeu movimentação suspeita em frente à casa onde morava. Ele fugiu e conseguiu evitar o terceiro sequestro naquele momento.

Severino Tavares Rabelo era um empresário conhecido na cidade e trabalhava comprando e vendendo mercadorias. O corpo dele será velado nesta quarta-feira (21) na Câmara dos Vereadores de Goiana.

O delegado Gilberto Loyo, do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil está investigando o caso.


Recomendados para você


Comentários

Por Contribuinte,21/02/2018

Muito estranho todas investidas, tentativas de assaltos sequestro e morte a um comerciante muito conhecido na cidade e a polícia GOE não tenha entrado neste caso nem desvendado a quadrilha.

Por kalderon torres,21/02/2018

Pode investigar! Há envolvimento de presidiários nessa trama... E quem sabe até agiotas!

Por LYRA,21/02/2018

Prezado colega MARCELO ANDRÉ, desculpe-me a minha inteira ignorância mas, acho que você está fazendo papel de idiota, primeiro em tratar um BANDIDO/meliante, membro da quadrilha criada e deixa pelo BANDIDO morto Eduardo Campos 10%, quadrilha essa que ainda continua em plena atividade, sendo hoje a chefe maior, A VIÚVA QUE NÃO CHORA E SEU FILHO PROTÓTIPO DE BANDIDO, João Campos, de Excelência, senhor e etc, esse BANDIDO a quem muitos ainda teimam em chamar de políticos, somente tem que serem tratados como marginais, meliantes, bandidos, ladrões, chefes de quadrilha, traidores da pátria, ou sejam são verdadeiros FDP, que não pensam no povo e sim de quanto é que vão roubar desse povo idiota como nós.

Por MARCELO ANDRÉ,21/02/2018

A Sua Excelência o Senhor Governador PAULO CÂMARA Estava lendo essa péssima reportagem na qual um Empresário veio óbito por motivo furtil o mesmo foi sequestrado e em seguida espancado por meliante visando o montante indevida de cem mil reais é o valor da vida de nos cidadão, estou estarrecido pela barbaridade e que o Estado tem que responder e levar ao cidadão uma resposta, essa viúva com deve estar acabou com a família. Se não tem condição Sr. Governador de levar adiante então faz feito PEZÃO, chamar as FORÇA ARMADAS,para contér e organizar o Estado que não tem mais nenhuma chance de vida. Vamos acabar com essa demagogia . quero crer que é a hora das FORÇAS ARMADAS tomar conta do BRASIL\, que esta ai nenhum Governante esta em condições de se organizar. Peço-lhe por gentileza e em nome de todos(as) veja a situação e leia atentamente, Valho-me do ensejo para renovar o meu apreçoe de alta consideração.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM