Jornal do Commercio
MAUS TRATOS

Neta mantinha avó em condições sub-humanas no Agreste

Mulher de 28 anos foi presa e autuada em flagrante por maus tratos na Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe

Publicado em 16/05/2018, às 16h40

A idosa vivia em um casa em São Domingos, distrito de Brejo da Madre de Deus. / Foto: Reprodução / Google Street View
A idosa vivia em um casa em São Domingos, distrito de Brejo da Madre de Deus.
Foto: Reprodução / Google Street View
JC Online

Uma mulher foi presa por manter a avó em condições sub-humanas em São Domingos, distrito de Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco, na noite dessa terça-feira (15). De acordo com a Polícia Civil, a vítima, uma idosa de 82 anos, foi encontrada desnutrida e desidratada, vivendo numa casa com pouca comida, suja e com fezes espalhadas pelo chão. Ela foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

As condições da idosa chegaram ao conhecimento da polícia através de denúncia anônima. Além dos maus tratos, a neta usava o cartão de aposentadoria da avó para fazer compras pessoais. A mulher afirmou aos policiais que tomava conta da idosa.



Neta vai responder processo em liberdade

Ela foi autuada em flagrante por maus tratos na Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe, também no Agreste. Na audiência de custódia, realizada na manhã desta quarta-feira (16), foi decidido que ela vai responder o processo em liberdade. A idosa foi levada para a casa de uma irmã.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM