Jornal do Commercio
Aldeia

''Um ótimo profissional'', diz Cremepe sobre médico encontrado morto

Em nota, o órgão exalta a qualidade profissional do médico, que estava desaparecido

Publicado em 05/07/2018, às 02h43

O corpo de um médico cardiologista, que também é advogado, foi encontrado na tarde desta quarta-feira (4) em avançado estado de decomposição / Foto: Reprodução/Facebook
O corpo de um médico cardiologista, que também é advogado, foi encontrado na tarde desta quarta-feira (4) em avançado estado de decomposição
Foto: Reprodução/Facebook
JC Online

O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe)
divulgou nesta quinta-feira (5) uma nota de pesar lamentando
a morte do médico Denirson Paes da Silva, de 54 anos,
que foi encontrado morto Km 12 de Aldeia, em Camaragibe, Região
Metropolitana do Recife (RMR), na tarde dessa quarta-feira (4).

No texto, o órgão exalta o profissionalismo da vítima, que
trabalhava no Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco
(Procape). "Era um ótimo profissional e tinha um excelente
conceito junto à categoria médica", diz a nota do Cremepe.

Confira a íntegra da nota do Cremepe:

"É com imenso pesar que o Conselho Regional de Medicina de
Pernambuco (Cremepe) vem a público informar o trágico
falecimento do médico Denirson Paes da Silva, que estava
desaparecido há cerca de 20 dias e hoje (04/07) o corpo foi
encontrado num condomínio em Aldeia, Camaragibe, Região
Metropolitana do Recife. A polícia ainda não sabe o motivo
deste bárbaro assassinato.



Denirson Paes da Silva era médico cardiologista (CRM 9516),
formado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e
atuou no Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape).
Era um ótimo profissional e tinha um excelente conceito junto
à categoria médica."

Entenda o caso

De acordo com informações da Polícia Civil, o corpo do médico,
que também era advogado, foi retirado, com o auxílio
do Corpo de Bombeiros, de um poço com cerca de 25 metros de
profundidade. Segundo o perito do Instituto de Criminalística
(IC) Fernando Benevides, os restos mortais estavam em avançado
estado de decomposição.

A esposa da vítima havia registrado um boletim de ocorrência
sobre o desaparecimento do médico no dia 20 de junho deste ano.
Nos registros, a mulher, que é farmacêutica, alegava que a
vítima teria viajado para fora do País e não havia retornado.
Durante as investigações, a delegada Carmem Lúcia Silva Andrade,
que está à frente do caso, desconfiou da participação da
esposa e de um dos filhos do casal, um jovem de 23 anos, no
desaparecimento do médico. As autoridades policiais
solicitaram um mandado de busca e apreensão na residência
da família e levaram os dois para prestar esclarecimentos
na Delegacia de Camaragibe.Mãe e filho serão autuados em flagrante
por ocultação de cádaver.

A Polícia Civil de Pernambuco informou que detalhes sobre
esta ocorrência devem ser oficialmente divulgados nesta
quinta-feira (5).





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM