Jornal do Commercio
CRIME

Polícia investiga estupro de menina de 11 anos em Águas Belas

Suspeito do crime, de 45 anos, foi levado à delegacia e afirmou que era ‘namorado’ da criança

Publicado em 11/07/2018, às 17h48

Suspeito afirmou que era 'namorado' da menina de 11 anos / Foto: Pixabay
Suspeito afirmou que era 'namorado' da menina de 11 anos
Foto: Pixabay
JC Online

Um homem de 45 anos está sendo investigado pela Polícia Civil pelo estupro de uma menina de 11 anos no povoado de Espingarda, em Águas Belas, no Agreste de Pernambuco. O caso foi registrado na noite da última terça-feira (10). A delegacia do município abriu inquérito e está investigando a ocorrência. O homem foi detido, ouvido e liberado.



Reunindo evidências

Na delegacia, o suspeito teria afirmado que é “namorado” da vítima. Ele manteria relações sexuais frequentes com a menina. A polícia está reunindo indícios que possam comprovar ou não a prática de estupro. Ele deve voltar à delegacia para prestar depoimento.


Palavras-chave


Comentários

Por Morena,12/07/2018

Esse cara é muito cara de pau, sem vergonha e merece ser preso. Nojento!

Por Luiz Félix de Freitas Silva,11/07/2018

As bestas humanas estão cada vez mais demonizadas. Só o fato desse canalha afirmar que era namorado da menina, já merecia levar uma boa surra e ser preso. Que essa desgraça de ser humano seja levado a um presídio, sirva de boneca para os demais presos e depois siga para o inferno. Um réptil asqueroso, bactéria nociva à sociedade, amontoado de fezes tem que pagar bem caro. Haja revolta!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM