Jornal do Commercio
PRISÃO

Mulher é presa por porte de arma e receptação de veículos em Jaboatão

A suspeita foi pega após uma perseguição entre os policiais, ela e mais um suspeito

Publicado em 12/07/2018, às 17h53

A suspeita foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil de Prazeres, onde foi autuada / Foto: Cortesia/ PM
A suspeita foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil de Prazeres, onde foi autuada
Foto: Cortesia/ PM
JC Online

Uma mulher foi presa na manhã desta quinta-feira (12) em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. Segundo a Polícia Militar, a suspeita estava em uma moto com um homem, quando foi perseguida pelos policiais e detida na Rua Ginasta, no bairro Manassu.

Os policiais desconfiaram a passagem do casal em uma motocicleta quando foi iniciada a perseguição. Os suspeitos abandonaram o veículo e fugiram a pé da polícia. No entanto, a mulher acabou sendo capturada, enquanto o homem conseguiu fugir.



Material encontrado

Na residência da suspeita, os policiais encontraram um bloco de espingarda, oito munições calibre 12, uma balaclava, uma capa de colete, uma bateria de moto, um simulacro de arma, uma motocicleta da marca XR 300 roubada, dois tanques de moto, um cano de escape, um painel de moto e embalagens plásticas.

A suspeita foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil de Prazeres, onde foi autuada.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM