Jornal do Commercio
ASSASSINATO

Pintor diz que matou idosa à facadas no Janga por legítima defesa

Ele prestava serviços à vítima é o principal suspeito do homicídio

Publicado em 12/07/2018, às 17h15

Crime aconteceu no Conjunto Beira Mar, no Janga / Foto: Reprodução / Google Street View
Crime aconteceu no Conjunto Beira Mar, no Janga
Foto: Reprodução / Google Street View
JC Online

A Polícia Civil anunciou, na tarde desta quinta-feira (12), a prisão do pintor de paredes José Francisco, 49 anos, principal suspeito de ter assassinado Maria José Macário, 78 anos, na Rua Honorato Fernandes da Paz, bairro do Janga, em Paulista, Grande Recife. O corpo da idosa foi encontrado no banheiro do apartamento dela, no Conjunto Beira Mar, na noite da última quarta-feira (11), com duas perfurações no pescoço.

José Francisco estava prestando serviços à vítima há três dias. De acordo com o delegado Victor Leite, à frente do caso, o acusado alega que cometeu o crime em legítima defesa. Segundo José Francisco, Maria José teria ido para cima dele com uma faca. Ele afirmou que tomou a arma da vítima e a perfurou no pescoço apenas uma vez. A briga teria acontecido na noite da terça (10). O instrumento do crime foi encontrado pela polícia nesta quinta-feira (12), no local do crime.

O pintor foi preso na casa da sogra, na mesma localidade. Ele foi levado para a Delegacia de Paulista, onde foi autuado em flagrante pelo homicídio da idosa. Na sexta-feira (13), José Francisco, que é réu primário, vai passar por audiência de custódia e ficará à disposição da Justiça. 



Outra versão do crime

Maria José morava sozinha no apartamento há cinco anos. Dona Zezé, como era conhecida, era proprietária de um bar na mesma rua. Ela teria dado as chaves de sua casa para o José Francisco, que prometeu devolvê-las no bar assim que terminasse o serviço.

Na terça (10), o pintor não apareceu no local combinado. Desconfiada, Zezé foi até a própria casa e, com ajuda de vizinhos, arrombou a porta. Ela constatou que seu aparelho de televisão fora furtado. A idosa teria procurado a sogra de José Francisco, chegando a levantar informações sobre ele para prestar queixa sobre o furto. O aparelho de TV não foi encontrado pela polícia.

Depois destes acontecimentos, vizinhos arrombaram o apartamento e encontraram a idosa morta. Eles desconfiaram do fato dela não ter aberto o bar na noite da quarta. 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.
JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM