Jornal do Commercio
PONTO CEGO

Operação desarticula grupo voltado a corrupção e estelionato

A Polícia Civil de Pernambuco desencadeou a operação Ponto Cego, que cumpriu 19 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão

Publicado em 03/08/2018, às 06h55

As ações desse grupo já estava sob investigação desde janeiro deste ano pela Polícia Civil / Foto: Reprodução/Polícia Civil
As ações desse grupo já estava sob investigação desde janeiro deste ano pela Polícia Civil
Foto: Reprodução/Polícia Civil
JC Online

A 31° Operação de Repressão Qualificada, denominada de Ponto Cego, foi desencadeada na manhã desta sexta-feira (3) com o objetivo de desarticular uma organização criminosa voltada aos crimes de estelionato, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, advocacia administrativa, quando um advogado atuava ilegalmente, e furto qualificado em Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Norte. Nela, foram cumpridos 19 mandados de prisão preventiva, sendo sete contra detentos do sistema prisional do estado.

Outros 16 mandados de busca e apreensão domiciliar também foram cumpridos. De acordo com a Polícia Civil, dos mandados de prisão, dois serão transferidos para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). Entre os presos na manhã dessa sexta, estão cinco mulheres, um ex-PM e dois advogados.

O grupo agia, principalmente, em clonagens de cartões de créditos, onde as principais vítimas eram idosos. As ações da quadrilha já estavam sob investigação desde janeiro deste ano pela Polícia Civil



Dois mandados foram cumpridos fora do estado, sendo um no município de Rio Largo, em Alagoas, e outro em Natal, capital do Rio Grande do Norte. Todos os mandados foram expedidos pelo gabinete do Desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco.

Foram acionados 100 policiais civis, entre agentes e escrivães, além de representantes da OAB e uma equipe da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). A operação está sendo coordenada pela Diretoria Integrada Especializada (DIRESP) e supervisionada pela Chefia da Polícia Civil.

A operação teve apoio das Polícias Civis de Alagoas e Rio Grande do Norte, além do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Todos os detalhes sobre a Ponto Cego serão divulgados na próxima segunda-feira (6) em coletiva de imprensa. 


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM