Jornal do Commercio
PRÁTICA ILÍCITA

Donos de estabelecimentos são presos por roubarem R$ 1 milhão em energia da Celpe na RMR

Frigoríficos, supermercados e um academia foram flagrados roubando energia há pelo menos um mês

Publicado em 22/08/2018, às 14h39

A quantidade de energia roubada daria para fornecer eletricidade para cerca de 8 mil casas / Foto: Reprodução/PCPE
A quantidade de energia roubada daria para fornecer eletricidade para cerca de 8 mil casas
Foto: Reprodução/PCPE
JC Online

Uma operação da Polícia Civil flagrou estabelecimentos roubando energia da Celpe, após uma denúncia da companhia sobre a prática criminosa. Na manhã desta quarta-feira (22), agentes da polícia e técnicos da Celpe estiveram em seis pontos, sendo três frigoríficos, que ficam nos bairros de Parnamirim, Boa Vista e Água Fria, dois supermercados e uma academia de ginástica, no Ibura, bairros do Recife e da Região Metropolitana. O desvio de energia chega a R$ 1 milhão, em apenas um mês.

De acordo com o delegado Joselito Kehrle, chefe da Polícia Civil sobre a Operação Clandestinus, a iniciativa tem o objetivo de combater o furto de energia elétrica. “Inspeções realizadas pela Celpe deram um norte de onde deveríamos ir, foi quando visitamos os estabelecimentos e comprovamos o crime”, conta o delegado.

O Gerente de Transmissão da Celpe, Fábio Barros, disse em coletiva que há seis meses a companhia fiscalizava estes endereços. “Eles já tinham sido flagrados antes, após a equipe de inteligência identificar irregularidades nos registros. Eles foram notificados com uma conta a ser paga no valor do que consumiram ilegalmente, mas depois voltaram a roubar energia de novo”, destaca Fábio.

“A quantidade de energia roubada pelos seis estabelecimentos daria para fornecer eletricidade para todo o bairro da Torre, durante um mês, o que equivale a aproximadamente 8 mil residências”, completou o gerente da companhia. De R$ 1 milhão equivalente à energia obtida ilegalmente, R$ 300 mil de impostos deixaram de ser pagos ao Governo.



Ao todo 11 pessoas foram levadas à delegacia para prestar depoimento. Eles podem ser presos por furto ou estelionato. Um deles, um homem de 36 anos, proprietário da academia de ginástica, foi preso em flagrante pelo crime de estelionato. Ele será apresentado em audiência de custódia. Não há fiança para esse tipo de crime. “Precisamos coibir essa prática criminosa, pois no final, quem paga o preço mais alto na conta é o consumidor regularizado”, relata Joselito Kehrle. 

Os donos de três estabelecimentos (dois frigoríficos e um supermercado) não foram localizados, não sendo possível a realização do flagrante delito. Os inquéritos foram instaurados e eles responderão a um processo criminal.

Todos os estabelecimentos tiveram os sistemas de abastecimento e medição de energia elétrica regularizados e poderão funcionar normalmente. Somente no frigorífico, localizado no bairro de Água Fria, não foram constatadas irregularidades.

Dados

Segundo Fábio Barros, a Celpe faz anualmente cerca de 125 mil inspeções direcionadas a este crime. Desta quantidade, 30% dos casos são confirmados como roubo de energia, o que equivale a uma média de 3.750 pessoas notificadas por fazer os conhecidos “macacos” nos postes.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM