Jornal do Commercio
INVESTIGAÇÃO

Policial militar é encontrada morta dentro de casa no Sertão

Aline Ribeiro de Araújo, de 31 anos, era lotada no 23º Batalhão de Polícia Militar

Publicado em 11/09/2018, às 14h14

Aline Ribeiro de Araújo, de 31 anos, foi encontrada morta dentro de casa com duas perfurações de bala / Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal
Aline Ribeiro de Araújo, de 31 anos, foi encontrada morta dentro de casa com duas perfurações de bala
Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal
JC Online

Na manhã desta terça-feira (11), foi encontrada morta dentro de casa a policial militar Aline Ribeiro de Araújo, de 31 anos, no bairro Patrona, em Tuparetama, Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, as causas da morte da PM ainda estão sob investigação.

Arma não encontrada

A policial foi encontrada na por uma funcionária da casa que teria ido até a residência a pedido da mãe da vítima, estranhando a falta de notícias da filha. Aline foi morta por dois disparos de arma de fogo. Segundo a polícia, ainda não se sabe concretamente a motivação do crime, mas a possibilidade de latrocínio está praticamente descartada. A soldado Aline tinha 31 anos havia entrado para a PMPE há menos de três anos e deixa uma filha de cinco anos.



Aline era lotada no 23º BPM. Segundo os investigadores, a arma da policial e o celular dela não foram encontrados na residência. O corpo de Aline foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, no Agreste do Estado. O caso está sendo investigado pelo delegado Allison Nunes Eulampio, titular da delegacia de polícia do município. 

Nota conjunta da PMPE e PCPE:

A Polícia Militar lamenta informar que, por volta das 2h30 da madrugada de hoje (11/09), o corpo da soldado Aline Ribeiro de Araújo, lotada no 23º BPM, foi localizado dentro da casa da policial, no bairro Patrona, em Tuparetama, no Sertão pernambucano. A policial foi encontrada na por uma funcionária da casa que foi até a residência a pedido da mãe da vítima, estranhando a falta de notícias da filha. Aline foi morta por dois disparos de arma de fogo. O caso está sendo investigado pelo delegado Allison Nunes Eulampio, titular da DP do município. Ainda não há uma motivação concreta, mas a possibilidade de latrocínio está praticamente descartada. Foram levados do local a arma da policial e o celular. A soldado Aline tinha 31 anos, entrou para a PMPE havia menos de três anos e deixa uma filha de 5 anos.



Comentários

Por marcos santos lima,12/09/2018

Infelizmente é uma guerreira a menos

Por aldir,12/09/2018

Luciano, por favor, a ideia seria matar por algum outro motivo e roubar a armar pra dizer que foi latrocínio

Por Sávio,12/09/2018

Não entendi: roubaram o celular e a arma e não é latrocínio???, então terei de voltar para a sala de aula

Por flaviofxp,12/09/2018

informações, tudo leva a crer que esse é um crime passional, a vitima com certeza conhecia seu algoz!!!!

Por Luciano,11/09/2018

A Nota da PMPE e PCPE relata que a possibilidade de latrocínio esta descartada, mais como é isso se a mesma nota afirma que o celular e a arma da vítima foram levados?????



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM