Jornal do Commercio
SÃO CAETANO

Polícia prende um dos suspeitos de matar criança durante troca de tiros no Agreste

Caso aconteceu enquanto suspeito e comparsa tentavam matar um homem

Publicado em 11/10/2018, às 09h23

O outro suspeito que não teve o nome revelado continua foragido / Foto: Google Street View
O outro suspeito que não teve o nome revelado continua foragido
Foto: Google Street View
JC Online

Uma ação da Polícia Civil prendeu, na manha desta quinta-feira (11), um dos suspeitos de participar da tentativa de homicídio de um homem que aconteceu no último sábado (6), na cidade de São Caetano, Agreste de Pernambuco. Um dos disparos atingiu uma criança de apenas quatro anos que brincava na calçada da casa onde morava com a família.

A menina chegou a ser socorrida para o Hospital da Restauração (HR), área central do Recife, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

De acordo com o delegado José Luzia, que está à frente das investigações, Sivanaldo Andrade da Silva, de 24 anos, pilotava a moto quando o outro suspeito que estava na garupa teria efetuado os disparos. Ainda de acordo com o delegado, o suspeito que foi preso disse à polícia que conhece a família da criança baleada e chegou a ligar dois dias depois para dizer que não havia participado do homicídio.



Ainda de acordo com o delegado, o outro suspeito, que teria efetuado os disparos, está sendo procurado. "As diligências para localizar  quem efetuou os disparos vão continuar, elas não vão cessar enquanto efetivamente não tirarmos os dois de circulação", disse José Luzia.

O alvo

O alvo da tentativa de homicídio também foi atingido pelos disparos e foi levado para o Hospital Regional do Agreste, em Caruaru, e localizado pelos policiais depois de ter fugido da unidade. Ele deve colaborar com as investigações.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM