Jornal do Commercio
CRIME AMBIENTAL

Polícia fecha rinha de galo no Agreste

A polícia encontrou os animais presos em gaiolas na zona rural de São Bento do Una

Publicado em 12/10/2018, às 09h22

No local, os suspeitos preparavam os animais para briga / Foto: Google/Street View
No local, os suspeitos preparavam os animais para briga
Foto: Google/Street View
JC Online

Uma equipe do 15° Batalhão da Polícia Militar (BPM) fechou, na tarde dessa quinta-feira (11), um ponto onde funcionava um rinha de galo na cidade de São Bento do Una, Agreste de Pernambuco. O estabelecimento localizado no Sítio Pimenta, zona rural do município, funcionava no interior de uma residência que tinha a fachada de um clube.



Ronda

O efetivo realizava rondas nas proximidades quando percebeu uma movimentação diferente no interior do imóvel. Durante a abordagem, os policiais encontraram 12 galos presos em gaiolas diferentes. De acordo com a polícia, alguns suspeitos relataram que estavam treinando os animais para briga.

Os responsáveis foram encaminhados à Delegacia da cidade, onde devem responder por crime de maus tratos a animais.



Comentários

Por rj,12/10/2018

eles tinham que prender são os politicos corruptos que nos roubam e fazem, os maiores maus tratos aos animais racionais, com falta de hospitias, medicos, segurança , educçao de qualidade. ainda mais ministros vermelhos soltadores de bandidos. sera que são verganos estes protetores.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM