Jornal do Commercio
Grande Recife

Adolescente é apreendido suspeito de falsificar documentos em Goiana

Com o suspeito, foram encontrados diversos documentos, como certidões de nascimento, cédulas de identidade e cartões de crédito

Publicado em 29/10/2018, às 08h05

O adolescente utilizava os documentos falsificados para abrir contas bancárias e conseguir empréstimos / Foto: Divulgação/PF
O adolescente utilizava os documentos falsificados para abrir contas bancárias e conseguir empréstimos
Foto: Divulgação/PF
JC Online

Um adolescente de 17 anos foi apreendido suspeito de falsificar documentos em Goiana, Região Metropolitana do Recife (RMR). Segundo a Polícia Federal (PF), o menor foi detido enquanto tentava inscrever os documentos falsificados no Cadastro de Pessoa Física (CPF) em uma agência da Receita Federal. O caso aconteceu nessa sexta-feira (26).

Ainda de acordo com a PF, os policiais chegaram até o jovem após receberem a denúncia de que ele estaria tentando criar três CPFs com os documentos falsos. Com uma fotografia do jovem, a PF identificou e deteve o menor, que já havia cumprido medida socioeducativa em 2017 por receptação de uma motocicleta roubada no Estado na Paraíba. Com ele foram encontrados diversos documentos, como certidões de nascimento, procurações públicas, cédulas de identidade e cartões de crédito.



Autuado em flagrante

Após ser detido, o adolescente foi levado para a sede da PF, na Avenida Cais do Apolo, no Bairro do Recife, onde foi autuado em flagrante pelos atos infracionais correspondentes aos crimes de uso de documento falso, falsificação de documento público e particular. Durante o interrogatório, o jovem afirmou que falsificou sozinho os documentos por meio de um programa de computador. Segundo a PF, o adolescente utilizava os documentos falsificados para abrir contas bancárias e conseguir empréstimos.

O suspeito foi levado para a audiência de Custódia. De lá, o menor seguiu para a Gerência de Proteção à Criança e ao Adolescente para que fossem tomadas as devidas medidas legais.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por LYRA,29/10/2018

Vejam os senhores como nossas leis somente servem para proteger BANDIDOS, bandidos esses que vai dos menos perigos até os mais perigos e periculosos que são os políticos, o MELIANTE FALSÁRIO foi entregue aos pais por ter "somente" dezessete anos, ou seja, um LADRÃO DE MENOR.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM