Jornal do Commercio
Fugitivo

Foragido da justiça da Paraíba é preso na Zona Oeste do Recife

Ele estava trabalhando em um restaurante, sem documento de identificação e não demonstrou surpresa ao ser preso

Publicado em 08/11/2018, às 11h10

Ele foi levado para o Centro de Observação e Triagem Prof. Everaldo Luna (Cotel) / Foto: Reprodução/Google Street View
Ele foi levado para o Centro de Observação e Triagem Prof. Everaldo Luna (Cotel)
Foto: Reprodução/Google Street View
JC Online

Um foragido da justiça da Paraíba foi preso nessa segunda-feira (5), em um restaurante na Zona Oeste do Recife. De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, ele é suspeito de assaltar uma fazenda, no município de Olivedos, e participar de uma explosão de um caixa eletrônico na cidade de Pilar.

Em coletiva, o delegado Paulo Furtado, da Delegacia da Mustardinha, também na Zona Oeste do Recife, afirmou que, em contato com a Delegacia Seccional de Campina Grande, recebeu a informação de que o suspeito, identificado como André Luiz Reis de Morais, estava foragido em Pernambuco. Ele não estava com documento de identificação e estava trabalhando em um restaurante.

Com o apoio da Diretoria de Inteligência (Dintel) da Polícia Civil de Pernambuco, André Luiz foi preso em seu local de trabalho. “Ele não demonstrou surpresa, já sabia do que se tratava durante a abordagem. Disse que tinha quebrado a condicional na Paraíba”, contou Paulo Furtado.

O assalto 

“O crime teve uma grande repercussão lá. Ele e três indivíduos invadiram e fizeram o proprietário de refém. A vítima foi espancada por mais de seis horas”, afirmou o delegado. Diversos pertences foram roubados do imóvel.



Os outros três suspeitos foram presos após o crime, mas André Luiz conseguiu fugir para a capital pernambucana. Ele também é acusado de participar da explosão de um caixa eletrônico em Pilar, na Paraíba.  

Ainda segundo Paulo Furtado, a polícia ainda vai investigar se o suspeito estava envolvido em algum crime no Recife, mas as informações até agora é que ele estava apenas se escondendo no estado.  

“Ele disse que não tem envolvimento nesse crime que ele foi preso e que irá provar a inocência dele na justiça”, finalizou Paulo Furtado.  

André Luiz foi encaminhado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. Ele está à disposição da justiça de seu estado natal. 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM