Jornal do Commercio
Acidente

Polícia investiga colisão que causou morte de mulher na Boa Vista

Segundo a Polícia Civil, Guilherme José, 47 anos, é suspeito de ter provocado intencionalmente o acidente que matou a mulher, Patrícia Cristina, 46. Ele foi preso neste sábado (17)

Publicado em 17/11/2018, às 12h26

Colisão ocorreu na noite do dia 4 de novembro / Foto: Adulccio Lucena / TV Jornal
Colisão ocorreu na noite do dia 4 de novembro
Foto: Adulccio Lucena / TV Jornal
JC Online
Atualizada Às 15h47

Uma colisão de um carro contra uma árvore, na noite de 4 de novembro, resultou na morte de uma mulher de 47 anos, na Boa Vista, Centro do Recife. Neste sábado (17), a Polícia Civil divulgou que está investigando se o acidente foi provocado intencionalmente pelo ex-companheiro da vítima, identificado como Guilherme José de Lira Santos, 47. Ele foi alvo de um mandado de prisão.

O carro do casal estava em alta velocidade e colidiu contra uma árvore na Rua Fernandes Vieira. Patrícia estava sem cinto de segurança e morreu no local do acidente. O suspeito sofreu ferimentos leves e foi levado para um hospital particular. O veículo ficou parcialmente destruído. 

Em coletiva, delegado Diego Acioli, responsável pelas investigações, informou que Guilherme José já tinha sido preso anteriormente e chegou a ser autuado por homicídio culposo no trânsito, quando não há intenção de matar. Após o pagamento de fiança, ele foi liberado. 

"Porém, no dia seguinte, surgiram rumores de que existia entre eles diversos problemas conjugais, que ele era muito ciumento, possessivo e não aceitava o fim do relacionamento", contou o delegado. "Algumas pessoas desconfiavam que não havia sido simplesmente um acidente de trânsito e sim, que ele teria tido a intenção de causar o acidente para ceifar a vida da vítima", afirmou. 

Segundo a polícia, testemunhas afirmaram que Patrícia temia pela própria vida e pela vida de Guilherme, que aparentava ser instável. Ela também estaria sendo perseguida e sofrendo diversos abusos psicológicos por parte dele. Os depoimentos levaram a polícia a acreditar que o carro tenha sido utilizado como mecanismo para causar o homicídio.



Eles estavam separados há seis meses e estavam tentando reatar o relacionamento há três, segundo o suspeito. 

Suspeito nega

De acordo com a Polícia Civl, Guilherme negou que tenha provocado o acidente. Ele disse que tinha perdido o controle do carro devido a um meio-fio. No entanto, imagens obtidas pela polícia contradizem o relato do suspeito. "Em nenhum momento a imagem mostra que houve essa passagem pelo meio-fio", disse Diego Acioly. 

Guilherme também afirmou que Patrícia não puxou o volante, mas confirmou que discutiu com a ex-companheira, mas que tinha sido uma briga normal entre casais. 

"A partir de agora nós temos dez dias para acabar o procedimento. Foram solicitadas dez perícias e existem cinco em andamento", informou Diego. "Nós estamos no aguardo de algumas provas testemunhais e principalmente da prova técnica para mostrar o que aconteceu na cena do crime para confirmar a linha de que o fato foi intencional", finalizou.  

O mandado de prisão foi expedido nessa sexta-feira (16) e cumprido neste sábado (17). Guilherme foi ouvido no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife e será levado para o Instituto de Medicina Legal (IML), onde deverá passar por um exame de corpo delito. Logo depois, seguirá para o Centro de Triagem e Observação Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. 

 




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM