Jornal do Commercio
OCTANAGEM

Operação mira em grupo voltado aos crimes de sonegação fiscal em Pernambuco

A 63° Operação de Repressão Qualificada, realizada pela Polícia Civil em conjunto com a Secretaria da Fazenda, cumpriu três mandados de prisão

Publicado em 05/12/2018, às 06h20

A Polícia Civil prendeu três empresários que faziam parte de grupos que sonegavam impostos relacionados a combustíveis / Foto: Polícia Civil/Divulgação
A Polícia Civil prendeu três empresários que faziam parte de grupos que sonegavam impostos relacionados a combustíveis
Foto: Polícia Civil/Divulgação
JC Online

A 63° Operação de Repressão Qualificada da Polícia Civil, denominada de ‘Octanagem’, foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (05) com o objetivo de prender integrantes de grupos criminosos voltados aos crimes de sonegação fiscal e associação criminosa em Pernambuco. Na operação, três mandados de prisão contra empresários do ramo de distribuição de combustíveis foram cumpridos, além de outros três mandados de busca e apreensão domiciliar, sendo um realizado em Salvador, na Bahia.

Entre os presos, está o empresário baiano Erick Cordeiro de Oliveira, de 45 anos, que foi detido em um hotel em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. De acordo com o Chefe da Polícia Civil, Joselito Amaral, o empresário seria um dos líderes desse grupo que nos últimos quatro meses de investigação sonegou R$ 16 milhões em impostos (ICMS) sobre combustíveis.

Segundo a polícia, o grupo criminoso realizava a distribuição do etanol que saíam das usinas diretamente para os postos de combustíveis, não havendo direcionamento por distribuidoras e pagamentos dos impostos ao estado. Joselito também afirmou que Erick já teria sido preso em operação realizada na Bahia pelo mesmo crime, onde o desvio chegou a mais de R$ 300 milhões.

As investigações contra essa associação criminosa já vinha acontecendo desde agosto deste ano, informou a Polícia Civil. Durante as apurações sobre esse caso, descobriu-se que as duas distribuidoras que estariam dentro desse esquema, na verdade, não existiam, e que ambas tinham endereço de fachada. 



O desvio relacionado a esse grupo, que atua de forma criminosa desde 2007, pode ter sido ainda maior. Os empresários, que foram detidos temporariamente, tiveram as prisões preventivas solicitadas pela polícia.

Na operação, foram empregados 40 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. Todos os mandados foram expedidos pela Vara Única da Comarca de Glória do Goitá.

Detalhes

A ‘Octanagem’ está sendo coordenada pela Diretoria Integrada Especializada (Diresp) e supervisionada pela Chefia de Polícia Civil. Os detalhes sobre a operação foram divulgados na manhã desta quarta no prédio sede da Delegacia Especializada de Crimes Contra a Ordem Tributária (Deccot), localizada na Rua Imperial, bairro de São José.


Recomendados para você


Comentários

Por CIDADÃ,05/12/2018

O empresário já havia sido preso, pelo mesmo crime, em que o desvio chegou a mais de R$ 300 milhões, e voltou à liberdade continuando a praticar o mesmo crime. Eita "Brasilsão"....aqui o crime compensa, mas só se for de milhões pra cima!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM