Jornal do Commercio
Gaibu

Comerciante é morto em frente a filha de 9 anos no Cabo

Segundo a polícia, Charles Viana do Nascimento saía com alguns medicamentos de uma farmácia quando foi abordado por um homem que já chegou atirando

Publicado em 17/12/2018, às 00h05

O corpo de Charles Viana do Nascimento deve ser trazido para a sede do IML, na área central do Recife / Foto: Reprodução/TV Jornal
O corpo de Charles Viana do Nascimento deve ser trazido para a sede do IML, na área central do Recife
Foto: Reprodução/TV Jornal
JC Online

Um comerciante de 35 anos foi morto na noite deste domingo (16), em Gaibu, no município do Cabo de Santo Agostinho, Grande Recife. Segundo a polícia, Charles Viana do Nascimento saía com alguns medicamentos de uma farmácia na Rua Lorentino Gomes, quando foi abordado por um homem que já chegou atirando.

Ele morreu no local. Ainda de acordo com a PM, testemunhas informaram que a filha dele, uma menina de 9 anos, presenciou tudo e quase foi atingida por alguns disparos. Ela estava entrando no carro quando o pai foi alvejado e foi afastada do local por um rapaz que passava na hora.



O Instituto de Criminalística (IC) foi acionado por volta das 20h20.

O Instituto de Medicina Legal (IML) também esteve no local e o corpo de Charles Viana do Nascimento deve ser trazido para a sede do instituto, localizada no bairro de Santo Amaro, área central do Recife.

Motivação

A motivação do crime ainda é desconhecida. A polícia vai investigar o crime.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM