Jornal do Commercio
INVESTIGAÇÃO

Polícia diz que exames periciais de menina sequestrada pelo padrasto terão prioridade

Prazo máximo para que se concluam as análises é de 10 dias

Publicado em 17/12/2018, às 15h31

Exames estão sendo realizados no Instituto de Genética Forense / Foto: Diego Nigro / Acervo JC Imagem
Exames estão sendo realizados no Instituto de Genética Forense
Foto: Diego Nigro / Acervo JC Imagem
JC Online
Com informações da TV Jornal

A Polícia Científica informou que o processo de reconhecimento do corpo que seria da menina Maria Irlaine Dantas da Silva, 10 anos, sequestrada semana passada pelo padrasto, está sendo tratado como prioridade. De acordo com a gerente geral da Polícia Científica, Sandra Santos, o prazo máximo para que se concluam os exames solicitados é de 10 dias, mas espera-se que os laudos sejam emitidos em menos tempo. 

“A gente tem trabalhado com bastante atenção e dando prioridade a esses casos. As amostras foram encaminhadas ao Instituto de Genética Forense. O prazo que nós estabelecemos a priori é de 10 dias, o corpo está em um estado de decomposição e os exames ficam um pouco mais difíceis, mas tenho certeza de que conseguimos emitir um resultado em um prazo menor ”, explicou a gestora ao Por Dentro com Cardinot.

O corpo foi encontrado em Ribeirão, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, nesse sábado (15), a cerca de 600 metros de distância do local onde o padrasto de Maria Irlaine, José Carlos da Silva, 41, se enforcou, na última quinta-feira (13). Foram solicitados um exame de DNA e um exame sexológico.



Ainda segundo Sandra Santos, a análise preliminar não encontrou sinais aparentes de abuso sexual.  “O médico legista que fez a necrópsia não viu nada que levasse a crer que a menina tivesse sofrido violência sexual, mas essa certeza só existirá após a conclusão do exame sexológico”, disse a perita. “Foi coletado material das cavidades vaginal e anal do corpo e isso será analisado”, relatou.

A perícia também não tem conclusão sobre a causa da morte da menina encontrada. “Isso vai depender de alguns exames secundários que vão ser realizados, como o toxicológico”, afirmou Santos. A confirmação da criança ter sido esganada também vai depender do resultado de exames. “Devido ao estado do corpo, só assim vai ser possível ter certeza de qualquer hipótese”, disse a perita.

'Minha filha sofreu muito', diz pai

Bastante abalado, o pedreiro João Pereira da Silva contou que quando a filha Maria Irlaine o visitava, em Barra de Guabiraba, não queria mais voltar para casa, no Cabo de Santo Agostinho, onde vivia com a mãe e o padrasto. Em entrevista à imprensa, no IML do Recife, no domingo (16) de manhã, ele disse que teve contato com a menina há cerca de seis meses.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM