Jornal do Commercio
PRESO

Homem apontado como participante de assassinato de criança é preso em Surubim

Segundo investigações, o crime foi cometido por ele e outros dois comparsas, já presos, em 2017

Publicado em 11/02/2019, às 10h37

O homem foi recolhido ao presídio de Vitória de Santo Antão / Foto: Reprodução/Google Maps
O homem foi recolhido ao presídio de Vitória de Santo Antão
Foto: Reprodução/Google Maps
JC Online
Informações da Rádio Jornal de Limoeiro - Repórter Alfredo Neto

Mais um integrante do grupo apontado como responsável por matar uma menina de seis anos foi preso em Surubim, no Agreste de Pernambuco, neste final de semana. Além dele, outros dois já foram capturados e detidos por participação no assassinato.

Segundo informações da Rádio Jornal de Limoeiro, contra Alan Carlos Honorato da Silva, o “Cabelinho”, havia um mandado de prisão da Justiça pela participação no crime, que aconteceu em 24 de janeiro de 2017, em Buenos Aires, Mata Norte do Estado.

As investigações apontaram que o grupo teria marcado uma emboscada para a família da vítima, que, no dia do crime, seguia para a comunidade de Lagoa do Oiteiro, na zona rural do município. O trio roubou a família e depois matou a criança a pauladas, crime que chocou a região.

Para encontrar o investigado, foi preciso uma operação em conjunto das delegacias de Carpina e Buenos Aires, comandadas pela delegada Bárbara Fort. Alan foi recolhido ao presídio de Vitória de Santo Antão, onde fica à disposição da Justiça.



Relembre o caso

Uma menina de 6 anos foi morta a pauladas em Buenos Aires, na Zona da Mata Norte do Estado, por três homens encapuzados no dia 24 de janeiro de 2017. De acordo com informações repassadas à Rádio Jornal, Jardiely Maria Menezes da Silva, os pais e um irmão dela estavam em uma motocicleta voltando de uma festa quando foram abordados pelos criminosos.

A criança morreu após sofrer um traumatismo craniano. Ela chegou a ser socorrida para um hospital da cidade e transferida para uma unidade de saúde em Nazaré da Mata. O pai também foi atingido, mas já recebeu alta do Hospital da Restauração, na área central do Recife.

Segundo a Polícia Civil, o pai da criança já havia sido preso por roubo em Limoeiro, no Agreste, e estava em liberdade há cerca de um ano.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM