Jornal do Commercio
INQUÉRITO

Polícia investiga morte de jovem após parto em Paulista

A família da mulher acusa de negligência médica a clínica onde o parto foi realizado

Publicado em 06/12/2018, às 16h17

O bloco cirúrgico da unidade de saúde foi interditado nessa quarta-feira (5) / Foto: Reprodução/TV Jornal
O bloco cirúrgico da unidade de saúde foi interditado nessa quarta-feira (5)
Foto: Reprodução/TV Jornal
JC Online
Com informações da TV Jornal

A Polícia Civil está investigando a morte de uma jovem após um parto em uma clínica particular em Torres Galvão, Paulista, no Grande Recife.  A família da mulher acusa a unidade de saúde de negligência médica. A polícia informou que ainda é cedo para afirmar se houve um descuido ou se uma fatalidade. O bloco cirúrgico foi interditado nessa quarta-feira (5).

Segundo o delegado Ricardo Silveira, responsável pelo caso, a família da jovem disse que houve demora no atendimento. “A família coloca que houve, no entender dela, uma demora no atendimento. Relata que a paciente, começou a sentir dores e houve uma demora para que o médico atendesse”, afirmou.

“Nós optamos pela abertura de procedimento policial, investigativo, para avaliar se houve alguma espécie de negligência em perícia, na condução dos trabalhos’, acrescentou o delegado.

Intedição

Após constatação de irregularidades durante vistoria, a Vigilância Sanitária da cidade e a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) interditaram o bloco cirúrgico da unidade de saúde. Os proprietários receberam um prazo de 15 dias úteis para que todas exigências sejam cumpridas, sob risco de interdição de todo o estabelecimento.



Leia a nota da prefeitura da cidade:

Inspetores da Vigilância Sanitária do Paulista e da Apevisa realizaram, na tarde desta quarta-feira (05), uma fiscalização conjunta na Clínica Santa Ana, no bairro da Vila Torres Galvão. Durante a ação, os técnicos do município e do estado constataram irregularidades.

O bloco cirúrgico – que estava sendo usado para partos e outras intervenções – foi interditado. O responsável pela clínica terá que atender a todas as exigências sanitárias do município e do estado para usá-lo novamente. Antes disso, nenhum procedimento poderá mais ser feito.  

Como existiam cirurgias programadas, ele também foi orientado a cancelar todas a partir de hoje. Essa agenda, inclusive, será monitorada de perto pelos inspetores dos dois órgãos.  

Os servidores da Vigilância da Sanitária do Paulista já haviam realizado uma fiscalização no estabelecimento no dia 14 de novembro deste ano. O proprietário da clínica foi notificado e recebeu um prazo de 15 dias úteis para se adequar às exigências sob risco de sofrer uma interdição. O prazo se encerraria na próxima sexta-feira (07).

 


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM