Jornal do Commercio
Notícia

Irmã Adélia pode ser primeira Santa Pernambucana

Memorial em homenagem à Irmã Adélia foi inaugurado neste domingo (13)

Publicado em 13/10/2019, às 10h30

Irmã Adélia ficou conhecida ao presenciar as aparições de Nossa Senhora na Aldeia Guarda, em Pesqueira / Amanda Ranheri/JC
Irmã Adélia ficou conhecida ao presenciar as aparições de Nossa Senhora na Aldeia Guarda, em Pesqueira
Amanda Ranheri/JC
JC Online

Memorial em homenagem a irmã Adélia pode ser primeiro passo para a canonização da primeira santa pernambucana. Na manhã deste domingo (13), mesmo dia em que o papa Francisco canonizou Santa Dulce dos Pobres como primeira santa brasileira, um evento realizado no colégio Damas, no bairro das graças, inaugura um espaço de homenagem a pernambucana Maria da Luz Teixeira de Carvalho.

Nascida em 16 de dezembro de 1922, Maria da Luz ganhou o nome Irmã Adélia ao entrar para o Instituto das Religiosas da Instrução Cristã (RIC). Ela faleceu há seis anos, no dia 13 de outubro de 2013, e ficou conhecida ao presenciar as aparições de Nossa Senhora na Aldeia Guarda, em Cimbres, distrito de Pesqueira, no Agreste de Pernambuco. Entre os milagres atribuídos à religiosa está a cura de uma criança que caiu do 5º andar. 



De acordo com o bispo de Pesqueira, Dom José Luiz Ferreira Sales, o compromisso da irmã Adélia com as obras sociais e sua personalidade humilde, faz dela uma devota especial. "[Irmã Adélia] Viveu um processo de intimidade com Deus.E, a gente acredita e crê que ela teve uma graça de ter estado com Nossa Senhora, rezado a Nossa Senhora. Nossa Senhora apareceu a irmã Adélia, a gente tem essa intuição que ela viveu essa graça tão importante e tão bonita na vida dela. E, para nós enquanto igreja de Pernambuco, enquanto igreja de Pesqueira, é muito importante aquilo que irmã Adélia deixou para a gente. Que eu acho que isso é o mais significado. Primeiro o seu espírito de humildade, de simplicidade e que eu tava dizendo hoje pela manhã, que vai muito ao encontro do papa Francisco], disse.

Processo

A programação do domingo conta com inauguração do memorial em homenagem à religiosa, oração do terço e missa. Os detalhes da beatificação foram passados em coletiva de imprensa. O primeiro passo para iniciar um processo de beatificação é dado pelo bispo da diocese à qual pertence o fiel e geralmente ocorre, pelo menos, cinco anos após sua morte. Durante o processo de beatificação, é visto se ao candidato é atribuído a realização de um milagre e que merece ser proposto à canonização.

Com informações da repórter Amanda Ranheri




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM