Jornal do Commercio
SAÚDE

Pernambuco investirá R$ 78 milhões em novas ações contra zika, chicungunha e dengue

Anúncio foi feito durante lançamento do novo Plano Estadual de Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes, em Gravatá, no Agreste pernambucano

Publicado em 06/12/2016, às 11h47

Plano contempla ações de combate ao mosquito, assistência aos pacientes com arboviroses e investimento em pesquisas  / Sérgio Bernardo/JC Imagem
Plano contempla ações de combate ao mosquito, assistência aos pacientes com arboviroses e investimento em pesquisas
Sérgio Bernardo/JC Imagem
Da Editoria de Cidades

Na manhã desta terça-feira (6), o governo de Pernambuco lançou o novo Plano Estadual de Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes, em Gravatá, no Agreste pernambucano. O Estado investirá, em 2017, R$ 78 milhões em ações de combate ao mosquito e assistência aos pacientes com dengue, chicungunha e zika, além de ampliação do investimento em pesquisas. O valor é o mesmo destinado às atividades de enfrentamento às arboviroses deste ano. A apresentação do plano foi feita durante o Seminário Novos Gestores, promovido pela Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe).

Entre os destaques, está a efetivação do do Hospital Getúlio Vagas (HGV), no Cordeiro, Zona Oeste do Recife, como referência no atendimento e acompanhamento de pacientes com dores articulares crônicas provocadas pela chicungunha, que já acometeu mais de 25 mil pessoas em Pernambuco, se forem considerados apenas os casos confirmados da doença. Em agosto, a unidade começou a atender os pacientes através de um projeto piloto. Hoje, cerca de 180 pessoas são acompanhadas pelo Ambulatório de Acometimento Articular da Chicungunha. 

O ambulatório do HGV conta com dois reumatologistas para o atendimento a pacientes com mais de 15 dias de dor articular após o início dos sintomas. Durante o acompanhamento, é oferecido tratamento medicamentoso e também é feito o diagnóstico diferencial com outras doenças reumatológicas. Além disso, se necessário, indica-se fisioterapia motora. 

Durante o lançamento do plano, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que o atendimento de reumatologia também é feito nas Unidades Pernambucanas de Atenção Especializada (UPAEs) de Caruaru, Garanhuns, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada, onde há fisioterapia motora. Os hospitais das Clínicas (HC) e Universitário Oswaldo Cruz (HUOC) também ofertam acompanhamento pela reumatologia. A marcação é feita pelos municípios de residência do paciente junto à Regulação Ambulatorial do Estado.



“Muitos pacientes apresentam queixas de dores articulares por meses após os primeiros sintomas da chicungunha. Depois de três meses, consideramos que esse é um quadro crônico, e o acompanhamento específico permite melhor recuperação e retorno às suas atividades de rotina, além de reduzir possíveis sequelas”, diz Iran Costa. 

DESAFIO 

Sobre o novo Plano Estadual de Enfrentamento das Doenças Transmitidas pelo Aedes, ele reforça que o maior desafio continua sendo o combate aos criadouros do mosquito e o apoio aos municípios. “Nosso plano tem cinco ações e inclui assistência aos pacientes com a doença, como também às famílias e crianças com microcefalia. E também tem um plano de mobilização social, já que não conseguimos fazer isso sozinho. A maioria dos criadouros está dentro das casas, residências, estabelecimentos comerciais e prédios públicos. Precisamos de todo o mundo. Além disso, há o investimento em pesquisas, que será ampliado este ano.” 

Durante o evento de lançamento do plano, o governador Paulo Câmara também assinou a renovação, pela segunda vez, do decreto de situação de emergência devido à infestação do Aedes aegypti por 180 dias. A medida, que está em vigor desde o dia 1º de dezembro de 2015, busca agilizar e desburocratizar processos e manter a mobilização contra o mosquito em todo o Estado.

A SES já começou a encaminhar para os municípios bombas costais, material de campo e equipamentos de proteção individual para o trabalho dos agentes de campo. Também serão encaminhadas 60 mil capas para vedação de recipientes para armazenamento de água. 






Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM