Jornal do Commercio
Notícia
VÍRUS

Secretaria de saúde investiga morte de estudante universitária no Recife

Suspeita é de que seja um caso de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), infecção viral que pode ser provocada pelos vários tipos do vírus influenza

Publicado em 02/05/2019, às 08h10

A estudante deu entrada em um hospital particular do Recife no último sábado (27) com sintomas como vômito, febre e dores no corpo / Foto: Leo Motta/JC Imagem
A estudante deu entrada em um hospital particular do Recife no último sábado (27) com sintomas como vômito, febre e dores no corpo
Foto: Leo Motta/JC Imagem
JC Online
Com ABr

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) investiga a morte de uma estudante de medicina de 17 anos, que pode ter sido a quarta vítima da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em Pernambuco neste ano. A doença pode ser provocada por diversos agentes, entre bactérias e vírus, sendo um deles o Influenza A (H1N1).

A adolescente deu entrada em um hospital particular do Recife no último sábado (27) com sintomas como vômito, febre e dores no corpo. Ela morreu no mesmo dia que chegou à unidade de saúde.

Por meio de nota, a SES disse que o agente causador da síndrome só pode ser confirmado após o resultado dos exames laboratoriais. "As amostras colhidas já foram encaminhadas para realização de exames laboratoriais. Vale destacar que o agente etiológico causador da síndrome só pode ser confirmado após o resultado dos exames", diz a nota.

A SES afirmou ainda que já está em contato com as secretarias de Saúde do Recife e de Bezerros, no Agreste de Pernambuco, de onde era jovem, e segue acompanhando o caso.



Este ano, até 13 de abril, foram registrados 369 casos de influenza em todo o Brasil, com 67 óbitos. Até o momento, o subtipo predominante no Brasil é o H1N1, que responde por 192 casos e 47 mortes. O Amazonas é o estado que apresenta maior circulação do vírus, com 130 casos e 34 mortes.

Casos

De acordo com o ministério, todos os estados estão abastecidos com o fosfato de oseltamivir, indicado para o tratamento contra o H1N1, e devem disponibilizá-lo de forma estratégica em suas unidades de saúde. O tratamento deve ser realizado, preferencialmente, nas primeiras 48 horas após o início dos sintomas.

Campanha de vacinação

Desde a última segunda (29), além de crianças, gestantes e puérperas, trabalhadores da saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade podem procurar postos de saúde pelo país para participar da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe.

De acordo com o Ministério, 41,8 mil postos de vacinação estão à disposição da população. Além disso, 196,5 mil profissionais estão envolvidos, com a utilização de 21,5 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais.



OFERTAS

Especiais JC

Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.
Mãe Guerreira Mãe Guerreira
Junto com uma criança, nasce sempre uma mãe, que enfrenta inúmeros desafios para educar, acolher e dar o melhor aos filhos. Por isso, todas elas carregam em si a força e a coragem de verdadeiras guerreiras.
JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM